Vídeos

Vai casar? Veja como planejar uma cerimônia gastando menos

Getty Images

Juliana Nakamura

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Iniciar uma vida a dois endividados ou ter que dispensar a lua de mel porque a festa estourou o orçamento são situações para lá de chatas que podem ser evitadas com planejamento e definição de prioridades. É o que garantem três cerimonialistas entrevistadas nesta reportagem. 

Juliana Mielke, da Potencial Eventos, Shalimar Catramby, da Casa de Festas Casuarinas e Alessandra Costa, da Operação Casamento afirmam que uma festa memorável não precisa custar uma fortuna e dão dicas para quem quer enxugar gastos sem abrir mão de um dia inesquecível.

 

Casamento que cabe no bolso

  • Getty Images

    Fuja da alta temporada

    Se você não faz questão de casar no mês das noivas, evite programar sua cerimônia para maio, quando os preços ficam mais salgados. Novembro e dezembro são meses procurados e por isso, também inflacionados. Sem contar que o último trimestre concentra as confraternizações corporativas, o que reduz a oferta de datas nas casas de eventos. Uma saída para gastar menos é casar entre junho e agosto, quando a baixa procura permite conseguir mais descontos. Escolha também o dia da semana ideal ao seu bolso: as sextas-feiras, domingos e vésperas de feriados costumam ser mais em conta do que os sábados.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Lista de convidados enxuta

    Para quem quer fazer um casamento econômico, não há nada pior do que uma lista de convidados imensa. Isso porque os custos (buffet, decoração, lembrancinhas...) estão quase todos atrelados ao número de convidados. Lembre-se: vale mais a pena proporcionar uma festa bonita e divertida para pessoas que realmente são importantes na vida do casal do que fazer uma cerimônia mais ou menos para uma multidão. Privilegie familiares próximos e amigos queridos. No trabalho, ao invés de convidar a empresa inteira, chame apenas o pessoal do seu departamento.

    Imagem: Getty Images

  • Thinkstock

    Simplifique os convites

    Deixe de lado os envelopes decorados, os papéis vegetais e os adornos desnecessários. Se quer economizar, faça convites de uma única página (de modo que possa ser dobrado), com um layout elegante e em um papel de qualidade. Nos dias atuais, o calígrafo já não é imprescindível. Só não abra mão de uma boa impressão e de uma escrita correta, mesmo se optar por uma linguagem informal. E não se esqueça de que o design do convite deve refletir a personalidade dos noivos e dar uma pista sobre o grau de formalidade da cerimônia.

    Imagem: Thinkstock

  • Getty Images

    Tudo no mesmo lugar

    Realizar a cerimônia e a festa no mesmo espaço reduz o tempo de deslocamento dos fornecedores pagos por hora. Além disso, algumas igrejas tradicionais cobram uma taxa alta para celebrar casamentos e por vezes exigem que o casal contrate somente profissionais cadastrados pela instituição.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Defina prioridades

    Um evento bem-sucedido não pode dispensar um espaço agradável, com lugares para todos se sentarem, um buffet de boa qualidade e uma equipe de apoio bem treinada. "Para casais que querem economizar sempre falo para se preocupar com o buffet e com DJ. Afinal, boa comida e animação são essenciais", comenta a cerimonialista da Potencial Eventos, Juliana Mielke. Aliás, no quesito festa, contratar uma banda é bem interessante, mas sai muito mais caro do que fechar com um DJ ou um cantor single.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Comes e bebes

    Em uma festa de casamento, o maior investimento do casal deve ir para os comes e bebes, mas algumas estratégias podem ajudar a economizar nesse item. Por exemplo, busque cardápios que já incluam sobremesas, assim você não precisa investir numa mesa de doces generosa. Optar por um brunch no lugar de um jantar formal também ajuda a reduzir o custo. Para diminuir o staff, esqueça o serviço à francesa e deixe que os convidados se sirvam. Em substituição ao serviço de bar completo, ofereça cerveja, um bom vinho e um coquetel.

    Imagem: Getty Images

  • Getty Images

    Mesa para muitos

    Quanto maior for a quantidade de mesas, maiores são os gastos com toalhas e arranjos. Por isso, se a intenção for economizar, prefira distribuir pelo salão mesas com, pelo menos, oito ou dez lugares. Na hora de decorar, opte por flores da estação, que são sempre mais em conta e igualmente belas às exóticas.

    Imagem: Getty Images

Topo