Casa e decoração

Empire State teme ficar à sombra de arranha-céu

NOVA YORK, 25 Ago 2010 (AFP) -Um arranha-céu será erguido perto do Empire State Building, um projeto apoiado pela cidade de Nova York, mas que choca os proprietários do mítico monumento, que temem que o famoso prédio fique à sombra do novo empreendimento imobiliário.

No entanto, o novo prédio terá apenas 67 andares e 370 metros de altura, contra os 102 andares e 381 metros para o prédio art-déco construído em 1931.

Com o apoio do prefeito Michael Bloomberg, o projeto deverá a princípio ser definitivamente aprovado nesta quarta-feira à tarde pelo Conselho Municipal reunido em sessão plenária, depois de vários votos favoráveis de comissões e subcomissões.

Símbolo de Nova York assim como a Estátua da Liberdade, o Central Park e a ponte de Brooklyn, o Empire State Building é o arranha-céu mais alto da cidade depois dos atentados de 11 de setembro de 2001, que destruíram as torres do World Trade Center. Ele é visitado todos os anos por centenas de milhares de turistas, e recebeu diferentes iluminações à noite para datas cívicas, vitórias ou aniversários.

Os proprietários deste verdadeiro símbolo nacional, situado na esquina da 5ª avenida com a 34ª rua, viram com maus olhos o projeto de construção de um prédio comercial de 67 andares a duas quadras, na mesma 34ª rua, em frente à Penn Station.

"Não se trata de proibir as construções elevadas, mas de preservar o caráter único da paisagem urbana", ressaltou o proprietário do Empire State Building, Anthony Malkin, pedindo ao Conselho Municipal que o projeto seja reprovado.

Nesta quarta-feira, este foi o assunto dominante da agenda do dia. A iniciativa foi aprovada de manhã por 8 votos a favor e duas abstenções por uma subcomissão, e depois aprovada por 19 votos a favor e um contra por uma comissão. Mas deve ainda enfrentar o veredicto do Conselho Municipal à tarde.

Para Anthony Malkin, o novo prédio, projetado pelo escritório de arquitetura Pelli Clarke Pelli, faria sombra à obra-prima da art-déco mesmo se tivesse 11 metros a menos que o Empire State Building.

"Será uma grande contribuição a nossa paisagem urbana. Penn Station é um dos grandes centros de transporte mundiais, e por isso (o prédio) será de fácil acesso para as pessoas", defendeu Michael Bloomberg, lembrando que desde o final do século XIX o urbanismo de Manhattan é dominado pela competição "bem-vinda" aos que querem construir sempre o mais belo e o mais alto.

Os dias do Empire State Building como o arranha-céu mais alto de Nova York estão contados: um novo prédio, o "One World Trade Center", está sendo construído no Marco Zero, no sul de Manhattan.

Ele terá 104 andares e atingirá 541 metros de altura, que será o mais alto dos Estados Unidos assim que as obras forem concluídas.

Topo