Casa e decoração

China prepara mais restrições ao mercado imobiliário

PEQUIM (Reuters) - Algumas cidades chinesas estão preparando novas medidas de restrição no mercado imobiliário para lidar com os sinais de retomada das transações e dos preços do mercado, reforçando as expectativas de que Pequim não aliviará o controle sobre o setor tão cedo.

A próspera província oriental de Zhejiang pretende obrigar as construtoras a depositar os valores obtidos com a pré-venda dos projetos imobiliários em contas bancárias caução, de acordo com um documento obtido pela Reuters nesta quarta-feira.

Cidades importantes, incluindo Xangai, Wuhan e Qingdao, estão elaborando planos similares, segundo a mídia estatal.

A exigência irá controlar o fluxo de capital das construtoras, já que a pré-venda representa cerca de 40 por cento de seu financiamento.

"Algumas construtoras terão que cortar os preços no curto prazo para facilitar as vendas", disse Cheng Dong, analista imobiliário da BOC International, em Xangai.

A China implementou uma série de medidas em abril para esfriar o mercado de imóveis, em parte para acalmar as reclamações de que muitas pessoas não podiam pagar os preços das casas.

(Reportagem de Langi Chiang e Alan Wheatley)

Topo