Casa e decoração

Morre em Miami arquiteto cubano que planejava reconstruir Havana

Reuters
Imagem mostra casa em Havana, Cuba. Arquiteto pretendia restaurar edifícios da capital imagem: Reuters

MIAMI, 2 Jun 2011 (AFP) -O arquiteto cubano Nicolás Quintana, que projetou diversos edifícios emblemáticos em Havana e se dedicou durante o exílio a planejar a reconstrução da capital da ilha, morreu terça-feira em Miami vítima de problemas pulmonares, informaram nesta quinta-feira a imprensa local.

Quintana, de 85 anos, foi um dos protagonistas do movimento arquitetônico que floresceu em Cuba nos anos 1950, e deixou seu selo em Havana nas construções do clube Kawana, no Residential Yatch Club, e muitas outras obras de grande beleza na cidade.

Ele também projetou Varadero, principal balneário cubano, segundo The Miami Herald.

Em Miami, onde passou a viver definitivamente em meados dos anos 80, organizou um grupo de pesquisas com especialistas acadêmicos denominado "Havana e suas paisagens", que funcionava na Universidade Internacional da Flórida, dedicado a planejar uma futura reconstrução da capital cubana.

Para o projeto elaborado a partir do exílio, Quintana contava com informações via satélite, antigos planos de Havana e fotos do estado atual dos edifícios, fachadas e ruas fornecidos por colaboradores em Cuba.

Topo