Casa e decoração

Reforma no Museu de Arte Sacra de SP começa na segunda

João Wainer/Folha Imagem
Fachada do Museu de Arte Sacra, no bairro da Luz, em São Paulo imagem: João Wainer/Folha Imagem

São Paulo - O edifício do século 18 que abriga o Mosteiro da Luz e o Museu de Arte Sacra, na Luz, região central de São Paulo, será restaurado a partir da próxima segunda-feira. O complexo localizado na Avenida Tiradentes, construído por Frei Galvão e conhecido local de peregrinação, é tombado e uma das poucas construções remanescentes do século 18 na cidade de São Paulo.

Segundo a Secretaria de Estado da Cultura, serão investidos R$ 733 mil para reformar o telhado, que hoje tem problemas como goteiras, além das fachadas, que sofrem desgaste e estão bastante descascadas. A última reforma no local foi há cerca de 15 anos. A previsão é de que as obras durem pelo menos três meses. O museu e a igreja do mosteiro permanecerão abertos durante a execução da reforma.

O prédio foi construído em 1774 com a técnica de taipa, bastante comum na época - ainda há paredes internas que mostram como a terra foi usada para erguer paredes, juntamente com madeira (pau a pique). Na região não havia pedra nem cal. O estilo arquitetônico segue um padrão comum em mosteiros e outras casas da época, com portas e janelas amplas.

Topo