Casa e decoração

Palácio Guanabara será reinaugurado, após reforma mais completa de sua história

Paula Giolito/Folhapress
Palácio Guanabara, Rio de Janeiro, que passou por uma reforma de dois anos e R$19,2 milhões imagem: Paula Giolito/Folhapress

São Paulo - Após a mais completa reforma de sua história, o Palácio Guanabara será reinaugurado hoje com festa na sede do governo do Rio, em Laranjeiras, na zona sul.

Construído em 1853 para servir de residência para um comerciante português, o Palácio Guanabara foi usado pelo governo imperial, residência presidencial na República Velha e sede do governo do então Distrito Federal. Na época do Império, foi renomeado como Paço Isabel, para abrigar a filha de d. Pedro II e seu marido, o Conde d’Eu. Em 1889, o prédio ganhou seu nome definitivo, depois de ser incorporado à União. O prédio já foi residência dos presidentes Hermes da Fonseca, Washington Luiz e Getúlio Vargas.

Foram várias intervenções desde a recuperação do piso original de pedra do estilo "pé de moleque", de 1865. Também foram restaurados azulejos portugueses de 1908 e quadros históricos, como A morte de Estácio de Sá, de Antônio Parreiras, e A Abdicação de Dom Pedro I, de Aurélio Figueiredo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Topo