Casa e decoração

Casa de fundador da Ferrari vai ser transformada em museu

  • Reprodução

    Enzo Ferrari ao volante de um de seus protótipos

Modena - A casa de infância do fundador da Ferrari, Enzo Ferrari (1898-1988), será transformada em museu a partir de dezembro deste ano e passará a receber, segundo estimativas, cerca de 200 mil visitantes por ano.

A residência, localizada próxima a uma estação ferroviária na cidade de Modena, no norte da Itália, contém ainda vestígios da antiga casa de fundição de seu pai e será transformado em um espaço de exibição permanente sobre a vida do construtor de automóveis.

"Esperamos que se torne em um templo do sonho Ferrari ao longo dos anos", comentou Adriana Zini, diretora da Fundação Ferrari. "Será um museu dinâmico, com mostras de automóveis que mudarão a cada quatro ou seis meses", acrescentou.

Ela prevê que o local possa atrair para a cidade italiana cerca de 200 mil visitantes ao ano.

A primeira exposição já está programada e será sobre os enfrentamentos da Ferrari com seus principais rivais nas pistas de Fórmula 1, começando pelas Maserati.

O projeto foi desenhado pelo arquiteto checo Jan Kaplicky, falecido em 2009, e realizado pelo escritório de arquitetura Future Systems of London, com um investimento de 15 milhões de euros.

O museu do fundador da Ferrari está localizado próximo a outro museu, também dedicado à escuderia italiana, e entrará no circuito de outros projetos do mesmo tema na região, que pode se tornar em um "Vale do Motor".

Topo