Construção e reforma

Cuba concederá subsídios para reconstrução e reforma de casas

Reuters
Homem e menino são fotografados em um balcão de uma casa na capital de Cuba, Havana imagem: Reuters
Havana - O governo cubano anunciou hoje que concederá subsídios a cidadãos sem fundos econômicos que queiram reconstruir ou reformar suas casas com esforço próprio.

As novas normas foram publicadas pelo Diário Oficial e entrarão em vigor a partir de 15 de janeiro. Os subsídios serão conferidos mediante a assinatura de contratos e uma mesma pessoa não poderá recebê-los mais de uma vez.

A medida pode significar uma grande economia para o Estado, que até agora cobriu totalmente os gastos com materiais dos programas de reforma de moradias, especialmente aquelas destruídas por catástrofes e cujas famílias não podem pagar pela reconstrução.

Os subsídios serão financiados pelas vendas no mercado interno de materiais de construção. Cuba enfrenta um déficit habitacional que, segundo estimativas, supera meio milhão de casas.

Além disso, também foi anunciado hoje que os novos trabalhadores do setor privado de Cuba, que já passam de 357 mil, receberão cursos ministrados por economistas sobre contabilidade, ética profissional e sistema tributário.

A Associação de Economistas e Contadores de Cuba (Anec), uma entidade estatal, informou que as aulas são consideradas "um elemento vital no desenvolvimento" dos trabalhadores autônomos.

Os cursos terão duração de uma semana e 20 horas letivas. Seus temas foram elaborados para que o trabalhador esteja "mais preparado para atuar no ramo de suas atividades" e para que seus clientes fiquem "mais agradecidos", apontou o jornal oficial Granma.
Topo