Últimas de Estilo de vida

Apartamento de R$ 389 milhões é colocado à venda em Londres

Uma cobertura multimilionária foi colocada à venda em Londres e está a ponto de se tornar aquele que pode ser o apartamento mais caro do mundo, segundo a imprensa britânica.

A unidade mais luxuosa e cara do condomínio One Hyde Park teria alcançado o preço de 140 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 389 milhões) em negociações com um interessado que não quer se identificar, de acordo com os jornais The Daily Telegraph, Daily Mail e Evening Standard.

Se o valor for confirmado, superará as 115 milhões de libras alcançadas em 2008 por um apartamento localizado na praça St. James, também em Londres.

Entretanto, a incorporadora do projeto, CPC Group, não quis confirmar nem negar a informação.

Luxo
O condomínio, que deve ser finalizado em dezembro, fica no coração do bairro de Knightsbridge, uma das áreas mais nobres de Londres, nas redondezas de lojas como Harrods e Harvey Nichols.

As unidades mais simples entre os 86 apartamentos têm preços a partir de 20 milhões de libras (R$ 54 milhões). O empreendimento terá butiques no andar térreo, incluindo uma loja da fabricante de automóveis exclusivos McLaren, que deve expor, inclusive, uma seleção de seus carros de Fórmula 1.

O empreendimento permitirá o acesso dos moradores aos serviços 24 horas do hotel Mandarin Oriental, onde o famoso chef Heston Blumenthal deve abrir seu primeiro restaurante em Londres.

De acordo com as reportagens publicadas na Grã-Bretanha, os moradores do One Hyde Park teriam ainda segurança garantida por ex-agentes das SAS, as forças especiais do Exército do país.

O apartamento mais caro contaria inclusive com uma “sala do pânico” onde os proprietários poderiam se esconder em caso de ataque ou tentativa de sequestro, dizem os relatos.

Mercado
Apesar dos preços astronômicos – e da crise que assola o mercado imobiliário britânico –, a incorporadora afirmou que as vendas do One Hyde Park estão “muito bem”, com 65% das unidades vendidas.

Comentando um projeto tão caro em meio a uma crise econômica tão aguda, Stephan Miles-Brown, diretor da imobiliária de apartamentos de luxo Knight Franks, disse que o mercado de alto luxo em Londres cresceu 20% no ano passado por causa do enfraquecimento da libra, que torna mais baratas, para estrangeiros, as compras na moeda britânica.

“Uma pesquisa recente nossa registrou que um número recorde de cidadãos de 49 nacionalidades comprou imóveis residenciais em Londres em 2009”, disse.

“Não há dúvida de que a libra mais fraca tornou Londres um mercado mais atraente para compradores internacionais. A mudança no câmbio e a queda nos preços no começo de 2009 criaram efetivamente um desconto de 50% para compradores estrangeiros entrando no mercado”, calculou.

“Em todo o mundo há uma oferta limitada de imóveis desse calibre e o fato de o One Hyde Park estar perto do fim e ter uma marca tão forte por trás, só aumenta o apelo.”

Topo