Casa e decoração

Brasil tem monumento na lista mundial dos que precisam de restauração da WMF

Manuela Matos/UOL
Região do Pelourinho, centro histórico de Salvador; comunidade reclama de abandono imagem: Manuela Matos/UOL

Nova York - Monumentos históricos de 67 países e territórios fazem parte da lista dos locais que correm o risco de deterioração, entre estes um no Brasil, anunciou nesta quarta-feira a organização World Monuments Fund (WMF).

A região em perigo no Brasil é o centro histórico de Salvador, capital da Bahia.

Incluídos no rol ainda bairro histórico de Cabanyal-Canyamelar em Valencia, a cidade de La Plata, na Argentina, e o Jardim Botânico de Lisboa, em Portugal.

"Todos esses locais podem ser salvos, e achamos que é possível alcançar esse objetivo", afirmou nesta quarta-feira a presidente da WMF, Bonnie Burnham, durante entrevista coletiva em Nova York.

Em particular, o WMF ressaltou que neste ano decidiu incluir os mais de 700 locais afetados pelo terremoto e posterior tsunami que assolou em março o nordeste do Japão como um único item, além de agregar outros monumentos como o complexo de casas Machiya em Kioto e o palácio Denchu Hirakushi em Tóquio.

Sobre as Lineas de Nazca, Bonnie disse que é "um dos monumentos mais conhecidos no mundo todo" e que é urgente a necessidade de "regular o turismo diante do aumento das chuvas causadas pelo fenômeno El Niño".

"Há um plano governamental em andamento, mas é preciso maior cooperação institucional, ao qual deve-se incentivar antes que seja demais tarde", acrescentou a presidente da WMF.

Topo