Casa e decoração

Incêndio criminoso atinge edifício histórico de madeira em Moscou

Moscou, 29 out (EFE).- O Palácio da Cultura, histórico edifício de madeira no norte de Moscou, foi incendiado neste sábado, e segundo a polícia, o incidente pode ter sido criminoso, informaram as autoridades russas.

O prédio de madeira queimou na madrugada deste sábado e o fogo, que destruiu a superfície de mil metros quadrados, provocou o desmoronamento de uma das paredes do centro cultural e de pelo menos 200 metros quadrados do teto, informou o porta-voz do Ministério de Situações de Emergências, Evgeni Bobiliov.

"O vigia abandonou o edifício. Ninguém ficou no interior", explicou Bobiliov, citado pela agência "Interfax".

"Segundo dados preliminares, o fogo foi provocado de forma premeditada", disse um policial consultado pela agência "Interfax".

Há alguns dias atrás, a imprensa local informou que o Palácio, construído em 1937, e que neste sábado ficou praticamente destruído pelo fogo, era o único "palácio de cultura" de madeira ainda de pé em Moscou.

Estas casas de cultura, espécies de centros em torno das quais girava a vida social das comunidades vizinhas da capital soviética, faziam parte da identidade cultural da URSS.

Jornalistas russos lamentavam esta semana que a prefeitura do distrito administrativo Noroeste de Moscou, onde fica o edifício, queria demoli-lo, algo que o fogo se encarregou de fazer.

Topo