Casa e decoração

Prefeita diz que Madri não terá novas despesas com candidatura olímpica

Madri, 27 dez (EFE).- A recém-nomeada prefeita de Madri, Ana Botella, disse nesta terça-feira que "não haverá nenhuma nova despesa" com infraestruturas relacionadas à candidatura da capital espanhola a sede dos Jogos Olímpicos de 2020, a não ser que a cidade seja escolhida.

Em seu primeiro discurso na câmara municipal como sucessora de Alberto Ruiz-Gallardón, que foi nomeado como ministro da Justiça da Espanha, Botella alegou que "80% das infraestruturas necessárias" já estão construídas.

A prefeita segue a política de austeridade de Ruiz-Gallardón, que no dia 13 de julho, quando anunciou a apresentação da candidatura, afirmou que a cidade não faria nenhum investimento em infraestrutura antes da escolha da sede, prevista para o dia 7 de setembro de 2013, em Buenos Aires.

"Temos 80% delas prontas, e há tempo de sobra para fazer os 20% restantes", declarou Ruiz-Gallardón na ocasião, acrescentando que as despesas de Madri podem ser 50% menores que as do Rio para a organização dos Jogos de 2016.

Botella renovou hoje seu compromisso com a candidatura olímpica de Madri, apresentada pela terceira vez consecutiva após os fracassos na disputa para sediar os Jogos de 2012 e 2016.

A capital espanhola, que também tinha feito uma infrutífera tentativa em 1972, concorre agora com Istambul, Tóquio, Roma, Doha e Baku.

Topo