Casa e decoração

Preços dos imóveis em São Paulo registram segunda maior alta do mundo em 2011

São Paulo – Os preços dos imóveis na cidade de São Paulo registraram a segunda maior alta global em 2011, de acordo com levantamento realizado pelo site Global Property Guide.

Segundo a pesquisa, os preços dos imóveis na capital paulista ficaram 27,82% mais caros no ano passado (considerando a valorização nominal, ou seja, sem descontar a inflação do período). Descontada a inflação, a alta foi de 19,79%. “A expansão relativamente baixa do custo de vida e a forte valorização do capital são algumas das razões para que o Brasil seja visto como uma boa opção para investimento imobiliário”, diz o site.

A cidade de São Paulo só perdeu para a valorização dos imóveis registrada em Deli, na Índia, onde os preços ficaram 35,77% mais caros (25,26%, se descontada a inflação do período).

Em terceiro lugar aparece a capital da Estônia, Tallinn, com valorização nominal de 12,79% no ano passado (8,36% se descontada a inflação).

Mercado imobiliário global em ritmo de crise
De acordo com o levantamento, 16 dos 35 países pesquisados tiveram desvalorização nominal do preço dos imóveis no ano que passou. Se for descontada a inflação de cada país no período, o número é ainda maior: 22 países registraram queda real dos preços.

Segundo a pesquisa, a Irlanda foi o país onde o preço dos imóveis registrou a desvalorização nominal mais expressiva em 2011: 15,82%, seguida pela capital da Grécia (Atenas), onde os imóveis ficaram 7,94% mais baratos.

Em Taiwan, a queda foi de 7,44%, e na Espanha, de 6,78%, conforme a tabela a seguir:

Preços dos imóveis em 2011
ClassificaçãoPaísValorização nominalValorização real (descontada a inflação)Valorização nominal  (4º trimestre)
Índia (Deli)         35,77%                        25,26%                    8,44%
Brasil (São Paulo)         27,82%                        19,79%                    5,41%
Estônia (Tallinn)         12,79%                         8,36%                   -0,10%
Hong Kong         11,36%                         7,01%                    -2,43%
Noruega         7,97%                         5,32%                    -0,39%
31ºPolônia (Varsóvia)         -6,6%                        -10,55%                    -0,93%
32ºEspanha         -6,78%                        -9,27%                    -1,59%
33ºTaiwan         -7,44%                        -8,74%                    -1,78%
34ºGrécia (Atenas)         -7,94%                        -10,43%                    -4,12%
35ºIrlanda        -15,82%                        -18,08%                    -5,23%
Fonte: Global Property Guide

 

Topo