Casa e decoração

CDHU lança concurso para projetos de moradias sustentáveis e acessíveis

Divulgação
O secretário de Estado da Habitação e presidente da CDHU, Lair Krähenbühl, fala durante lançamento de concurso para projetos de moradia social no IAB-SP (16/03/2010) imagem: Divulgação

Da Redação*

*Atualizada às 20h de 16/03/2010

A Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) e o Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-SP), em parceria com a Cohab-MG, lançaram nesta terça-feira (16), em São Paulo, o "Concurso Nacional de Projeto de Arquitetura de Novas Tipologias para Habitação de Interesse Social Sustentáveis".

Voltado para arquitetos, o concurso pretende estimular a criação de novas alternativas para moradias que contemplem melhor técnica, preço e prazo de execução. Os projetos devem prever recursos de sustentabilidade ambiental e de acessibilidade, com base nos conceitos do Desenho Universal (acessível para todos). "Pretendemos mudar a concepção de habitação de interesse social. Os trabalhos têm que ser um projeto de vida, não só arquitetônico", afirmou o secretário de Estado da Habitação e presidente da CDHU Lair Krähenbühl.

As categorias foram organizadas em seis grupos tipológicos: casas térreas, casas escalonadas, sobrados, edifícios de três pavimentos, edifícios de quatro e cinco pavimentos e edifícios de seis e sete pavimentos.

As inscrições poderão ser feitas de 16 de março a 16 de julho de 2010 pelo site do IAB-SP (www.iabsp.org.br). As propostas deverão ser entregues até o dia 16 de agosto. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 3 de setembro, em local ainda indefinido. O primeiro colocado de cada grupo de tipologia receberá um prêmio no valor de R$ 50 mil. Já o segundo colocado de cada grupo ganhará R$ 20 mil.

 

Topo