Casa e decoração

Feira apresenta novidades luxuosas para cozinhas e banheiros

DULCE ROSELL

Da Redação

Assim como na edição passada, a 5ª Kitchen & Bath trouxe ao Transamérica Expo Center, em São Paulo (SP), entre os dias 9 e 12 de março, as novidades dos setores de cozinha e banheiro para este ano, voltadas quase que exclusivamente para o público de alto poder aquisitivo. Materiais luxuosos, com tecnologia de ponta, mas econômicos. Esses três elementos guiaram a produção de mobiliários, eletroeletrônicos, banheiras e duchas, louças, metais e acessórios diversos.

O evento, restrito a profissionais do segmento, e com mais de 60 expositores nacionais e internacionais, recebeu cerca de 18 mil visitantes. Simultaneamente a ele, aconteceu também a Expo Revestir  -- feira que trouxe as novidades em revestimentos -- e o 8º Fórum Internacional de Arquitetura e Construção, que recebeu especialistas do Brasil e do exterior para palestras sobre arquitetura, design de interiores, varejo da construção e construtoras.

Neste ano, os fabricantes apostaram, principalmente, em produtos sustentáveis e facilitadores, com design contemporâneo e cores que são tendência na moda (branco, nude, alaranjado, roxo e cinza), traduzidos em duchas com monitoramento digital de tempo e temperatura, cabines de banho com entrada para MP3 e telefone viva-voz , banheiras com televisores LCD, torneiras com controle maior de vazão da água, vasos sanitários com duplo acionamento de descarga, acabamentos para válvula com sensor de aproximação de mãos, misturadores para banheiras e pias com jato regulável, coifas acionadas por controle remoto e novas superfícies para bancadas desenvolvidas com proteção antibacteriana, produtos impermeáveis e de fácil limpeza e manutenção.

Segundo Ligia Amorim, diretora-geral da feira, o Brasil está entre os dez maiores mercados de luxo do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos nas Américas. "Por isso mesmo, nos últimos cinco anos, o setor movimentou cerca de US$ 1,5 bilhão ao ano. Prova disso é a participação de três expositores europeus e norte-americanos na edição 2010 do evento, de olho nas tendências lançadas pela indústria brasileira", diz.

Cada vez mais dinâmicas e práticas, as peças aparecem menores e com linhas mais suaves. Para a arquiteta paulistana Cynthia Pimentel Duarte, que frequenta a feira desde sua primeira edição, este ano o evento parece ter refletido o desejo do consumidor em ter em sua casa alta tecnologia aliada ao conforto e ao design. "As coifas e os fogões estão incríveis, as cubas de titânio e o design das bancadas gourmets com certeza personalizam a ideia do cliente".

Já Mariana Souza, designer de interiores do Rio de Janeiro, acha que as linhas apresentadas na Kitchen & Bath estão mais modernas e de acordo com o que o consumidor quer e necessita, mas os preços ainda são muito inacessíveis. "Eu vi muita coisa customizada e produtos que remetem a materiais mais caros, mas não sei se a redução do preço final é real para o cliente, porque ele paga pela mão de obra também, então para que o projeto saia mais barato para ele, os produtos precisam realmente ficar bem mais em conta", afirma a designer.

Baratas ou não, as novidades vistas na feira estarão disponíveis no mercado ainda esse ano e o consumidor poderá escolher entre o "luxo sustentável" e o "luxo tecnológico". 

Topo