Casa e decoração

Decorar com adesivos é solução para gastar pouco; veja dicas

VLADIMIR MALUF

Da Redação

O adesivo para decorar paredes não é unanimidade entre os decoradores, mas muita gente quer um em casa. É uma alternativa barata para incrementar ambientes, mas que precisa ser bem avaliada.

Beatriz Dutra, arquiteta e decoradora, acha a ideia divertida, desde que os adesivos sejam usados em ambientes descontraídos. “Eles não combinam quando a intenção é ter um espaço sofisticado”. Também arquiteta e decoradora, Mariana Cecchini concorda que adesivos são uma boa saída para quem pretende investir pouco.

Mais radical que as profissionais, Marcel Steiner, designer de interiores, não é fã dos adesivos. “Eu nunca uso. Não gosto muito, não”, confessa ele, que conta que a maioria de sua clientela gosta e solicita que ele inclua à decoração. “Eles pedem, mas eu finjo que não ouvi”, brinca.

Onde colocar
Os adesivos podem ser colocados em qualquer ambiente, exceto os que têm necessidade de serem lavados, avisa Mariana. Há, porém, adesivos mais resistentes, que podem ser colocados em áreas externas e resistem bem à água e ao sol, mas é preciso se informar na hora da compra.

Beatriz Dutra diz que é mais adequado usar esse recurso da decoração em uma saleta íntima, quarto infantil ou copa. “Em uma casa de jovens até pode ser colocado na sala. Do contrário, não gosto.”

Como escolher
Não é obrigatório usar um adesivo que siga à risca o estilo da decoração da casa, mas é preciso ter bom senso. “O que vale é a harmonia”, diz Beatriz. Mas cuidado para não destoar demais. “Como existem vários temas, evite colocar uma imagem infantil ou muito jovial em um ambiente clássico”, exemplifica Mariana.

Cuidado, também, com a escolha das cores. Os bem coloridos combinam melhor com o quarto das crianças ou decorações descoladas. Se não for o caso, prefira os tons mais claros ou neutros, indica Beatriz Dutra.

Cuidados para aplicar
Verifique na hora da compra se o produto danifica ou não a parede. Algumas marcas produzem adesivos que podem ser colados e descolados várias vezes. Outros, ao contrário, deixam marcas na parede quando retirados e não podem ser reutilizados.

Lembre-se, também, que o adesivo deve ser aplicado em superfícies lisas, sem irregularidades e bem limpas. “É melhor que as paredes sejam pintadas pelo menos duas semanas antes da colocação, com tintas de boa qualidade, acetinadas ou brilhantes”, diz Beatriz.

Tamanho certo
Meça a área em que o adesivo será aplicado. Depois disso, é bom saber quais móveis e outros objetos vão dividir a mesma parede. Assim, dá para imaginar o resultado final e não ter uma surpresa desagradável. No caso da utilização de fotos impressas em papel adesivo, cuidado para não ampliar demais a imagem original, pois ela pode ficar distorcida.

Para retirar
Beatriz Dutra ensina que o adesivo deve ser removido com a ajuda de um secador de cabelos, para amolecer a cola. “Aponte o fluxo de ar quente para a área adesivada e vá puxando suavemente, com as mãos bem rentes à parede e devagar. Mesmo assim, há o risco de sair parte do reboco junto com o adesivo”. Se a parede tiver sido pintada com tinta lavável, melhor. Limpe-a depois do colante retirado para acabar com os vestígios de que havia algo colado ali.

Topo