Casa e decoração

Conheça o trabalho de um dos mais surpreendentes arquitetos brasileiros, João Filgueiras Lima, o Lelé

Andre Wissenbach / Divulgação
Hospital Sarah Kubitschek do Rio de Janeiro, inaugurado em maio de 2009, é uma das obras mais recentes de Lelé imagem: Andre Wissenbach / Divulgação

SIMONE CAPOZZI

Editora de UOL Casa e Imóveis

Inaugura esta noite, com abertura para visitação a partir de amanhã, a mostra "A arquitetura de Lelé: fábrica e invenção", no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo.

Lelé, ou João Filgueiras Lima, carioca radicado em Salvador, desde o início de sua carreira pesquisa pré-fabricação de elementos construtivos. Não é à toa. Recém-formado, viu-se com a tarefa de construir alojamentos para 2.500 operários no canteiro de obras de Brasília. O arquiteto viu na pré-fabricação com madeira a resposta mais racional para realizar o trabalho com economia de material rapidez.

Na pesquisa de Lelé, a pré-fabricação não se limitou a formas idênticas produzidas em série. Ele soube adicionar inventividade à técnica, e é isso o que a mostra no MCB traz, em maquetes, fotografias, desenhos, filmes e animações em vídeo.

Os hospitais da Rede Sarah Kubitschek, especializados no aparelho locomotor, são de especial interesse. Lelé projetou e construiu todos os hospitais da rede, obras de largas dimensões que, contudo, mantêm a escala humana, importante para a recuperação desses pacientes.

Cuidadosas ventilação e iluminação naturais, espelhos d’água, jardins internos, áreas para os pacientes tomarem banho de sol e até uma maca desenhada especialmente para os hospitais fazem parte do repertório de soluções aplicadas nesses edifícios.

A curadoria da mostra do MCB é de Max Risselada, arquiteto e professor da Faculdade de Arquitetura da Universidade de Tecnologia de Delft, da Holanda, que dá apoio à mostra. Risselada conta com a co-curadoria de Giancarlo Latorraca, diretor Técnico do MCB e organizador do livro “João Filgueiras Lima – Lelé”, publicado em Lisboa (Editorial Blau/Instituto Lina Bo e P. M. Bardi, 2000).

Vale muito a pena conferir a mostra desse notável arquiteto, cujo talento merece o reconhecimento do público.

Serviço
Exposição: “A arquitetura de Lelé: fábrica e invenção”
Abertura: 20 de julho, às 19h30
Visitação: 21 de julho a 19 de setembro, de terça a domingo, das 10h às 18h
Local: Museu da Casa Brasileira
Endereço: Av. Faria Lima, 2705 - Jardim Paulistano Tel. 3032-3727
Ingresso: R$ 4,00 - Estudantes: R$ 2,00 – Gratuito domingos e feriados
Acesso a portadores de deficiência física.
Visitas orientadas: 3032-2564 agendamento@mcb.org.br
Site: www.mcb.org.br
twitter.com/mcb_org
Estacionamento: de terça a sábado até 30 min. grátis, até 2 horas R$ 8,00, demais horas R$ 2,00. Domingo: preço único de R$ 12,00.

Topo