Últimas de Estilo de vida

Como ter a casa bonita e viver feliz com seu animal de estimação

Divulgação/Kittypod
Prateleiras ajudam a manter os gatos brincando na altura sem riscos de quebrar vasos e móveis imagem: Divulgação/Kittypod

ESTEFANI MEDEIROS

Colaboração para o UOL

Quantas vezes por dia você pede para seu cãozinho descer do sofá? Ou briga com o gato quando ele resolve afiar as garras ou se pendurar pelas cortinas? Cenas como essas são corriqueiras para quem tem animais de companhia em casa. Por isso, pensando em melhorar a relação entre os animais e a família - e manter a casa inteira - arquitetos e amantes de mascotes criam adaptações para transformar o lar em um espaço confortável tanto para o dono, quanto para seu companheiro peludo.

A partir da experiência que tem com seus felinos, a designer de interiores norte-americana Elizabeth Paige Smith criou a Kittypod, uma empresa que desenvolve diferentes tipos de produtos para gatos. Smith acredita que criar um ambiente que satisfaça as necessidades dos proprietários e de seus animais de estimação faz com que os dois vivam em harmonia. Ela diz ainda que o ambiente amigável influencia o comportamento dos animais.

No Brasil, a arquiteta e designer de interiores Maria Claudia Stephanes projeta ambientes pensando em como promover a harmonia entre a presença dos bichos, a tranquilidade dos donos e a beleza e higiene da casa. Para ela, os pets fazem cada vez mais parte do nosso dia a dia. "Hoje as pessoas cuidam dos seus animais como se fossem filhos, com mimos e dedicação, por isso faz sentido ter alguns cuidados com a casa também".

Algumas adaptações na casa podem fazer toda a diferença

A primeira dica de Stephanes é organizar o espaço do animalzinho. "Cachorros que dormem no quintal, por exemplo, devem contar com uma área protegida do vento e do frio, e que seja higienizada regularmente. Quem cria pássaros deve se certificar de que o viveiro é o adequado para a espécie no que diz respeito às dimensões do espaço interno, do conforto térmico, e ainda à funcionalidade”. A designer ainda aconselha que para animais que permanecem em tempo integral no interior da residência, o ideal é possuir sofás, cabeceiras, cadeiras e pufes com tecidos laváveis, ou em couro ecológico. "E nunca usar carpetes, as melhores opções são pisos laváveis, como porcelanatos e mármores", aconselha.

Assim como Maria Claudia Stephanes, outros especialistas segmentam seus serviços pensando no seu próprio dia-a-dia com os animais de estimação. A designer de interiores norte-americana Kim Johnson diz que a experiência como dona de gatos a fez entender melhor as necessidades dos felinos e como mantê-los felizes. Ela chegou a fazer uma reforma em sua casa para adaptar diversos espaços aos bichanos: "instalei janelas maiores e com vistas privilegiadas, onde o gato pode se sentar para apreciar a vista; também coloquei plataformas  altas de onde eles podem observar a casa sem ser notado", descreve. A designer também tem um pufe sobre o sofá, instalado sob a janela da sala, o local favorito dos gatos para relaxar e vigiar os pássaros”. Johnson ainda conta que comprou um tipo de árvore com pequenas plataformas integradas para que os gatos se sentissem confortáveis em lugares mais altos.

Já a jornalista Sonia Zjawinski, depois de dez anos escrevendo para o jornal "The New York Times", resolveu transformar sua paixão por animais no blog Pawesome (trocadilho com "awesome", algo como "impressionante", em inglês), em que dá dicas de produtos e serviços para os felizes guardiões de anjos peludos. Sonia acredita que todo o cuidado com os animais é saudável, desde que exista um limite: “Quando alguém tenta cuidar de animais de estimação mais do que pode financeiramente, emocionalmente ou fisicamente, cruzou uma linha", diz. Não há nada de errado em vestir o seu cão no inverno ou investir em design para sua casa - se você e seus animais de estimação estiverem felizes.


Não são só especialistas que se dedicam a criar espaços para os animais. Os próprios donos tentam promover harmonia usando a criatividade. O casal de norte-americanos Bill Hilgendorf e Maria Cristina Rueda, que moram em um pequeno apartamento no Brooklin, em Nova York, fizeram um pequeno playground na sala para que os gatos tivessem espaço para se movimentar. Eles montaram uma "escada" que vai do piso até o alto de uma porta, prolongando-se em uma passarela por onde os gatos desfilam.

Medida importantíssima para quem tem animais em apartamentos é colocar telas nas janelas, para evitar que eles pulem. Para os gatos, em especial, é interessante ter postes arranhadores espalhados pela casa para evitar que eles arranhem os sofás. Pulverizar erva-de-gato seca (Nepeta sp, uma herbácea da família da hortelã cuja substância ativa, o Neptalactone, age como estimulante para a maioria dos felinos) sobre esses postes é a dica para atraí-los para os arranhadores e mantê-los longe dos sofás. A arquiteta Mônica Drucker diz que graças à essas medidas consegue manter os sofás intactos até com o gato mais indisciplinado.

E não são só cães e gatos que merecem tratamento especial, a designer Maria Claudia Stephanes diz que as aves também merecem cuidados: "Para as aves, projete um viveiro pensando na funcionalidade de limpeza e coloque num local arejado e que pegue o sol da manh. Cuidado com vento encanado e pense em usar um aquecedor durante a noite". 

 

Topo