Casa e decoração

Conheça a ambientação feita por artistas locais em dois hotéis no litoral uruguaio

Eduardo Vessoni / UOL
Fachada do hotel Estancia Vik, em José Ignacio, Uruguai, obra do arquiteto uruguaio Marcelo Daglio. Cada quarto do hotel foi ambientado por um artista uruguaio imagem: Eduardo Vessoni / UOL

EDUARDO VESSONI

Colaboração para o UOL

Em José Ignácio, antigo povoado de pescadores que há cinco anos se tornou uma alternativa descolada para os que frequentam Punta Del Este, natureza e arte são inseparáveis. Basta dar uma volta pelo povoado localizado a 45 km do balneário mais famoso (e glamuroso) da América do Sul para perceber que a discreta arquitetura local é quase uma extensão da geografia formada por vastos campos e praias desertas.

Com tantos elementos naturais do lado de fora, rodeados pelo estilo boêmio-chique das casas de arquitetos e artistas plásticos que costumam passas os finais de semana no local, não poderia haver melhor inspiração para os hotéis Estancia Vik e Playa Vik, inaugurados em 2009 e 2010, respectivamente.

Ambos empreendimentos, cujos projetos arquitetônicos foram encabeçados por Marcelo Daglio e Carlos Ott, respectivamente, são marcados pelos traços contemporâneos presentes nas obras de 20 artistas uruguaios que foram contratados para criar ambientes exclusivos nas suítes, jardins e pátios internos que costumam surpreender os hóspedes com vistas privilegiadas dos campos abertos ou da praia (quase) deserta desse destino uruguaio que, nem de longe, lembra o agito de Punta del Este.

Topo