Casa e decoração

Maior salão de design do mundo traz novidades para a casa; veja

Divulgação
O Nestrest, de Daniel Pouzet e Fred Frety para a Dedon, funciona como um local de descanso imagem: Divulgação

DANIELA SALÚ

Enviada especial a Milão

Embora não seja um evento esportivo, o Salão Internacional do Móvel, que acontece de 12 a 17 de abril de 2011 em Milão, exige uma certa dose de preparo físico de seus visitantes. O maior evento de design e decoração do mundo, realizado anualmente na Itália, chega a 50ª edição com números respeitáveis. São 2.720 expositores distribuídos em uma área de 210.500 metros quadrados em 21 pavilhões (em 1961 eram 328 participantes, em 11.860 metros quadrados).  O salão agrega ainda outros eventos, como a Euroluce, que mostra as tendências e novidades em iluminação, o SaloneUfficio, direcionado para a área de escritórios, comércio e serviços, o SaloneSatellite, que abriga novos designers e escolas da área.


Apesar de ter começado com o objetivo de valorizar o design italiano, atualmente o Salão Internacional do Móvel agrega expositores provenientes dos lugares mais variados, como Egito, Alemanha, Japão, Cingapura e Turquia. O Brasil não possui uma representação oficial no salão principal, porém, o design nacional está em destaque no trabalho dos irmãos Humberto e Fernando Campana, mundialmente conhecidos e premiados, no espaço dedicado à dupla no estande da marca italiana Edra.

UOL Casa e Imóveis visitou o primeiro dia dessa edição e selecionou algumas novidades em exibição, que em breve estarão à venda por aqui, por meio de representantes dos fabricantes. Senão, certamente não faltarão “releituras” inspiradas nos originais. Acompanhe nos próximos dias aqui no UOL a cobertura dos demais eventos de design e decoração que acontecem esta semana em Milão.

Topo