Casa e decoração

Exposições no MAM destacam a arquitetura sustentável no Brasil e em 13 países

Jussi Tiainen/Divulgação
Pátio interno da Villa Lena projetada por Olavi Koponen, Finlândia. Projeto está exposto no MAM imagem: Jussi Tiainen/Divulgação

Da Redação

Abertas na última semana e em cartaz até 26 de junho, duas exposições no Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM) tratam de um tema comum: A arquitetura sustentável. A mais expressiva, “Morada Ecológica”, aborda algumas da principais inovações da arquitetura contemporânea mundial sob a influência da sustentabilidade ao construir ou urbanizar.

São 50 projetos pioneiros de arquitetos de 14 países, com destaque para os franceses. A mostra ocupa o principal espaço do museu e é uma parceria do MAM com a Cité de l´Architecture et du Patrimoine.

Com curadoria de Dominique Gauzin-Müller, arquiteta e jornalista francesa autora do livro “Arquitetura Ecológica” recém-lançado no Brasil, a exposição “Morada Ecológica” está dividida em quatro módulos temáticos que tratam basicamente dos precursores do pensamento arquitetônico ecológico e do atual panorama baseado em um conceito holístico da arquitetura sustentável.

Alguns nomes de peso a serem apresentados em vídeos, fotos, textos e plantas são o norte-americano Frank Loyd Wright, o chileno Alejandro Aravena e a dupla francesa Dominique Jakob e Brendan MacFarlane.

Pioneirismo brasileiro

Na paralela “Razão e Ambiente”, as referências são Lina Bo Bardi, Sérgio Bernardes e Lúcio Costa. A exposição em cartaz na sala Paulo Figueiredo dialoga com “Morada Ecológica” e trata do pioneirismo da arquitetura modernista brasileira na utilização das soluções ecológicas para as construções.

São 21 obras arquitetônicas apresentadas através de projeções, fotos e desenhos originais. Além desses meios, ganha destaque a remontagem da instalação “Riposatevi” de Lúcio Costa. A estrutura convida os espectadores a ver a mostra por outro ângulo e subverte a maneira tradicional de exibir arquitetura substituindo plantas em papel e maquetes por projeções, vídeos e reflexões dos arquitetos.

Da exposição ainda fazem parte projetos contemporâneos e elementos interativos apresentam informações sobre os conteúdos apresentados na sala. A curadoria é Lauro Cavalcanti.

Serviço
Exposições “Morada ecológica”  e “Razão e Ambiente”

Museu de Arte Moderna de São Paulo – MAM*
Parque do Ibirapuera (av. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 3)
Quando: até 26 de junho
Horários: Terça a domingo, das 10h às 17h30 (com permanência até as 18h)
Ingresso: R$ 5,50. Sócios do MAM, crianças até 10 anos e adultos com mais de 65 anos não pagam entrada. Aos domingos, a entrada é gratuita para todo o público, durante todo o dia
Agendamento gratuito de visitas em grupo pelo telefone (11)5085-1313 ou pelo email educativo@mam.org.br
Informações: (11) 5085-1300


*  A exposição “Morada Ecológica” está em cartaz na Grande Sala do MAM e a mostra “Razão e Ambiente” pode ser vista na Sala Paulo Figueiredo do museu

Topo