Jardinagem e paisagismo

Chuvas de verão podem danificar o jardim; minimize os danos causados pelo excesso de água

Getty Images
Água faz bem, mas água demais pode afogar a planta. Proteja seu jardim das chuvas de verão imagem: Getty Images

Daiana Dalfito

Do UOL, em São Paulo

Verão não tem jeito: sol demais e chuvas fortes fazem as plantinhas sofrerem com a ação das intempéries. Água é bom, mas água em excesso e com força lava e encharca o solo, o que pode empobrecer a terra e afogar a planta. Enquanto o granizo, que muitas vezes acompanha as pancadas, pode danificar as folhas, flores e frutos.

Mas, como evitar que tantos e tão fortes aguaceiros destruam seu jardim?

A arquiteta e paisagista Suzana Ceridono indica o sombrite, aquela tela usada em estufas, quando a instalação é viável. Ela protege as plantas tanto do sol quanto da chuva, evitando que as folhas e flores sejam machucadas, porém não impede que o solo empapuce.

  • Getty Images

    Jardim saudável tem solo bem drenado no verão

Dessa forma, talvez, seja mais simples minimizar os possíveis danos do que tentar evitá-los. Drenar o solo é uma das atitudes essenciais à boa saúde das plantinhas, pois terra encharcada faz as raízes apodrecerem.

Solo drenado, raízes saudáveis

O paisagista Marcelo Faisal afirma que a preparação do solo com matéria orgânica e areia ajuda o escoamento da água. “A colocação de húmus favorece bastante o trabalho de drenagem por conta da ação das minhocas”, explica Faisal.

No caso de gramados e canteiros, Suzana Ceridono sugere como uma solução de emergência fazer buracos verticais no solo - com cerca de 80 cm - e instalar uma manilha furada no centro, sobre um fundo de brita e areia. Depois, revista as laterais com cinasita, uma espécie de argila expandida. “O ideal é criar uma rede ‘escama de peixe’ com manilhas furadas para captação da água das chuvas, mas esta é uma obra mais complexa e precisa da ajuda de um especialista”, completa Suzana.

O engenheiro agrônomo e paisagista Alessandro Terracini aponta, também, o emprego de pedras ou brita como dreno para solos muito úmidos, além da utilização de uma camada de areia para a mesma finalidade.

Molhe, mas não encharque

Com o grande volume de água das chuvas, no verão, a frequência de regas pode ser diminuída. Quando for molhar os vegetais, escolha os horários mais frescos do dia, bem de manhã ou no final da tarde. Dias muito quentes castigam as plantas, então, revigore-as com as regas se não chover.

Observe sempre se as folhas estão amareladas e/ou gosmentas: estes indicativos mostram que a saúde da planta não está bem e, talvez, seja necessário adequar a rega, a poda e a adubação.

Topo