Jardinagem e paisagismo

Cultivar alho leva tempo, mas garante tempero fresco e de qualidade

Getty Images
O cultivo é lento e cada planta rende apenas uma cabeça, mas ter alho fresco compensa o trabalho imagem: Getty Images

Simone Sayegh

Do UOL, em São Paulo

Se alho protege contra vampiros, ninguém sabe (até hoje nenhum ser vivo comprovou essa lenda), mas de que ele é um dos principais ingredientes da culinária brasileira, não há quem duvide. É só abrir a porta da geladeira ou do armário, esticar o braço e pronto, salta uma cabeça inteirinha na mão.

Agora, encontrar quem plante o condimento para consumo próprio é um tanto mais difícil. O alho é uma planta inglória para aquele que a deseja na horta caseira porque, além de levar muito tempo para nascer, exige que toda a planta seja arrancada para se obter uma única cabeça.

“Não é como ter salsinha em casa, que você vai arrancando as folhinhas aos poucos”, explica o engenheiro agrônomo do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e professor especialista em olericultura, José Luiz Bortolossi. “Para ter uma cabeça novinha na sua casa você tem que plantar outro dente e esperar mais seis meses”, explica.  

Porém, se você tem paciência para esperar, o cultivo pode ser recompensador: alho fresquinho e orgânico. O UOL Casa e Decoração preparou dicas que podem ajudá-lo no plantio desse tempero com propriedades medicinais.

Topo