Decoração de ambientes

Inspire-se na casa do Tufão, de "Avenida Brasil", e aproveite boas peças segundo seu próprio estilo

Renato Rocha Miranda/ TV Globo
O sofá preto e branco com estampas geométricas e o gatinho de porcelana chamam a atenção do público imagem: Renato Rocha Miranda/ TV Globo

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Desde a estreia de "Avenida Brasil", a casa do Tufão (Murilo Benício) é palco para revelações, brigas e intrigas dos personagens. Mas não só as discussões e armações têm chamado a atenção do público.  De acordo com a Central de Atendimento da TV Globo, os itens de decoração da casa do ex-jogador de futebol estão entre os mais procurados pelos telespectadores – como as luminárias em formato de abacaxis que decoram a mesa de jantar, as panelas vermelhas da cozinha da Nina (Débora Falabella) e o gato de porcelana italiana que fica em um aparador na sala.

O décor se destaca pelos elementos "kitsch" misturados ao exagero de texturas e estampas e aos objetos rústicos e neoclássicos, escolha que reflete bem o estilo de vida dos personagens. Para o arquiteto Luis Pedro Scalise, o excesso de materiais é uma forma da família da Carminha (Adriana Esteves) demonstrar riqueza. “São objetos de qualidade, mas que estão muito misturados. Ali o menos seria mais, seria bom dar um ‘respiro’ na decoração”, sentencia. 

O decorador Marcel Steiner concorda que os acabamentos, os móveis e os objetos são caros e que representam a abastança da família, mas para ele, a mistura de ítens e referências têm um resultado interessante, mesmo sem “conversarem” entre si. O aspecto de palacete antigo agrada, mas Steiner ressalta que o projeto como um todo faz sentido na novela, na televisão e não no cotidiano das pessoas.

Inspirações no estilo “Carminha"

De olho no exagero na casa do Tufão, o que vale aproveitar como inspiração na hora de decorar?

De acordo com Scalise, tudo vale a pena, desde que determinados objetos se encaixem ao seu próprio estilo. O arquiteto sugere colocar o gato de porcelana em um ambiente mais descolado, por exemplo, em um apartamento minimalista de recém-casados. As luminárias em formato de abacaxi caberiam em um estilo como o colonial brasileiro. Se optar por uma decoração neoclássica, palaciana, invista no tapete vermelho na escada. E para uma casa contemporânea, uma boa dica é o sofá preto e branco, com estampa geométrica.

Para Steiner, os “abacaxis” também estão entre os itens que valem ser olhados com mais atenção. Além disso, as panelas vermelhas (anote: elemento rústico!) e as luminárias que têm como base a escultura de um corpo negro (de novo, decoração palaciana!) – são indicadas pelo decorador como "peças a investir".

 “Crash” de texturas e estampas

As estampas no cenário também apontam o estilo “novo rico” da família, explica Steiner. Quase sempre, decorações com muito ornamento e informação são caras, por isso, se você não tem muito dinheiro a investir, “melhor ir pelo caminho do simples e limpo”, recomenda o decorador. Além disso, ambientação "over" tende a ser mais cansativa e precisa ser renovada com mais frequência.

Uma boa dica para quem deseja, mesmo assim, abusar do "crash" é escolher um padrão de tonalidades. “Tem que ter discernimento de cor e textura”, completa  Luis Pedro Scalise.

Topo