Casa e decoração

Copacabana Palace fecha o prédio principal para reformas; 1.040 peças do hotel serão leiloadas

Júlio César Guimarães/UOL
O projeto de reforma do hotel prevê a ampliação do lobby e a renovação de quartos e banheiros imagem: Júlio César Guimarães/UOL

Do UOL, em São Paulo

 

Nesta terça, 3 de julho, vai acontecer o segundo leilão de móveis e itens de decoração do Copacabana Palace. O tradicional hotel carioca vai passar por uma reforma e, assim, um total de 1.040 peças será leiloado pela marchand Soraia Cals. Há escrivaninhas, mesinhas de cabeceira, tapetes kilim, sofás, poltronas, gravuras, cômodas e até conjuntos completos de mobiliários de quartos. 

Até hoje, 2 de julho, os móveis e objetos ficarão em exposição no hotel. Alguns apartamentos estarão abertos à visitação, montados com o acervo que será leiloado. 

Para participar do leilão é preciso preencher previamente um formulário no site da organizadora (www.soraiacals.com.br). Após a aprovação deste cadastro, o interessado está apto a dar lances durante o evento, que será realizado nas dependências do Copacabana Palace. O pagamento das peças será feito em dinheiro ou cheque e a retirada é por conta do comprador. As peças não têm lances fixos iniciais.

A reforma

Coordenado pelo arquiteto Michel Jouannet, a reforma orçada em R$ 30 milhões prevê a ampliação do lobby e a renovação de quartos e banheiros. Uma equipe de 300 operários trabalhará em três turnos, sete dias por semana, para que o hotel esteja pronto em 90 dias.

Banheiras esmaltadas de origem alemã - separadas do chuveiro - e bancadas de mármore com pias duplas serão instaladas e haverá modificações no projeto de iluminação, no mobiliário e aparelhos de ar condicionado.

No lobby, o objetivo é aumentar a área em 60% para um maior conforto aos hóspedes nos horários de maior movimento. O novo espaço atenderá as exigências das normas de acessibilidade. Na entrada do hotel, será construída uma marquise em vidro e aço para dar proteção contra a chuva no embarque e desembarque e haverá aumento da curvatura para facilitar a passagem de dois automóveis ao mesmo tempo.

Durante as obras, o prédio Anexo, com 96 apartamentos, permanecerá em funcionamento, assim como o spa, a piscina, os restaurantes Cipriani e Pérgula e os salões Copacabana. O acesso ao hotel, durante a reforma, continua sendo feito através da Avenida Atlântica, ao lado do Restaurante Pérgula.

Topo