Decoração de ambientes

Deu branco! Aposte na cor e não erre na decoração da casa

Divulgação
O decorador Beto Galvez e arquiteta Nórea de Vitto escolheram os brancos off-white (variação dos tons de branco) para criar a base para os objetos da Sala da Colecionadora, na Mostra Black, e a volumetria imagem: Divulgação

Silvana Maria Rosso

Do UOL, em São Paulo

O branco é atemporal, leve e elegante e é capaz – se bem cuidado - de transmitir sensações de paz, tranquilidade, limpeza, além de combinar com tudo. Quer mais motivos para escolhê-lo como base para a decoração de sua casa?

“A aposta no branco sempre será uma escolha segura", recomenda a arquiteta Jóia Bergamo que completa: "por ser clássica, a cor supera modismos, traz a tão desejada luminosidade e é de fácil manutenção".

A arquiteta Myrna Porcaro destaca que um ambiente “total white” tende a parecer maior do que realmente é, algo útil em tempos de apartamentos com metragens diminutas.

Outro diferencial, de acordo com Porcaro, é que a superfície branca apresenta alto índice de reflexão dos raios luminosos, o que ocasiona baixa a absorção de calor e a consequente temperatura ambiente mais aprazível e amena.

Branco para todos

Tons neutros, como o branco, são os mais democráticos da tabela de cores. Assim, as combinações entre si e com matizes mais vivos possibilitam variações diversas e vão acordo com o gosto e a proposta do local, alega a arquiteta Vivian Coser.

"Tonalidades mais suaves têm maior probabilidade de combinar com cores mais fortes e alegres, resultando em ambientes equilibrados”, ressalta Jóia Bergamo. Espaços que se limitam ao branco ou branco gelo tendem a se tornar mais minimalistas e modernos.

Para dar outra cara a sua sala, quarto ou cozinha, invista em pontuações que levam outras cores. “É válido detalhes em destaque com laranja, vermelho, amarelo e outras cores fortes, que têm o poder de estimular outros sentidos", ensina a arquiteta.

Versátil, o branco pode ser adotado em quase todos os materiais, "como em acabamentos nobres, por exemplo, o mármore piguês, as pastilhas de vidro; nas tintas e alvenaria, na laca dos móveis ou vários tipos de tecidos para estofados e cortinas”, exemplifica Bergamo.

Topo