Decoração de ambientes

Em mostra, arquiteto projeta casa de dimensões reais, com soluções para decoração mutável

Cacá Bratke/ Divulgação
Como o quarto é pequeno, o projeto otimizou da área com peças funcionais como a cama de pallets imagem: Cacá Bratke/ Divulgação

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Uma casa para uma família de quatro pessoas, duradoura e viável economicamente e ainda associada a ações de baixo impacto ambiental. Essa é a proposta da “casa possível” projetada pelo arquiteto Gustavo Calazans para a 1ª Mostra Casa Leroy Merlin, em São Paulo. O projeto com ambientes integrados, espaços multiuso e soluções criativas tem dimensões reais e uso de materiais reaproveitados, como caixotes de feira e pallets usados como base de transporte e empilhamento de cargas e adaptados como móveis .

A partir de uma planta em plano único, são expostos os cômodos: um espaço multiuso, cozinha, lavabo, banheiros do casal e social, sala de estar, quartos do casal e dos filhos, além de uma varanda. “Queremos deixar para trás aquela ideia de que o sonho é para amanhã, é possível ter uma casa bacana que seja tangível e acessível”, argumenta Calazans.

A expectativa do arquiteto é que o visitante dirija à casa um olhar curioso às soluções dadas. O projeto aposta em materiais ecológicos, que privilegiam a máxima entrada de luz e ventilação, e no reuso de recursos naturais através de telhado verde, piso drenante, reservatório de água pluvial, brises para o controle térmico e luminoso e jardim vertical. 

  • Divulgação

    O projeto aposta em materiais que privilegiam a máxima entrada de luz e ventilação

Além do “ecologicamente correto”, o termo sustentável para Calazans está ligado à capacidade de criar e transformar algo em duradouro e viável, respeitando o estilo de cada um. A sustentabilidade está ainda em considerar de antemão, dentro do projeto e décor da casa, as possíveis mudanças e adequações futuras integrando espaços de usos múltiplos.

Outra saída é “brincar” com as cores somente nos acessórios, o que torna a modificação do layout estético menos dispendiosa e complexa. Na sala, por exemplo, as peças principais como o sofá, as cadeiras e a mesa de centro têm uma tonalidade neutra, enquanto que as cores fortes e marcantes foram trabalhadas nas cortinas e almofadas. Assim, uma modificação nestes pequenos detalhes já resulta em uma cara nova à decoração.

Serviço - 1ª Mostra Casa Leroy Merlin: projeto da casa-acessível: Gustavo Calazans
Quando: de 7 de setembro a 8 de outubro de 2012
Horário: das 10h às 21h30
Entrada gratuita
Local: unidade Leroy Merlin do Morumbi (Av.Magalhães de Castro, s/nº, São Paulo)

 

Topo