Decoração de ambientes

Invista nas soluções certas e mude a decoração da casa gastando pouco

Divulgação
Uma das alternativas é revestir móveis, paredes, estofados e roupas de cama e mesa brincando com as estampas dos tecidos imagem: Divulgação

Marina Oliveira e Thaís Macena

do UOL, São Paulo

Você até gosta do seu cantinho, mas adoraria dar uma renovada nos ambientes. Por outro lado, está sem disposição ou sem dinheiro em caixa para investir numa reforma. Pois saiba que essa situação tão comum pode ser evitada. Com a ajuda de arquitetos e decoradores, reunimos dicas de como modificar completamente o astral da casa adicionando um ou outro detalhe ao que você já tem: da sala ao quarto, passando pelo banheiro e pela cozinha. Estamos falando de revestimentos, cortinas, tapetes, plantas e outros mimos que emprestam personalidade e vida aos ambientes.


Revestimentos e adesivos

É possível dar uma cara diferente ao seu mobiliário mudando apenas o revestimento. No caso dos estofados, sofás e poltronas, a troca de tecidos geralmente deixa a peça novinha em folha. "É possível brincar com os tons da estampa do revestimento e os tecidos das almofadas. A ideia é que eles combinem, mas não sejam iguais, necessariamente", ensina a arquiteta Silvia Costa Barros.

Adesivos de parede podem substituir ou realçar a pintura da casa. Há diversas empresas que personalizam estes adesivos de acordo com a inspiração e a criatividade do cliente. "Dá até para revestir móveis com papel adesivo. O mercado dispõe de opçõescoloridas e estampadas, inclusive as que imitam madeira e mármore. A solução é excelente para renovar uma mesinha de centro que já ficou com carinha de antiga, por exemplo", sugere a arquiteta Andrea Pontes.

Caixas que viram móveis
Caixas de papelão ou de madeira, como aquelas utilizadas em feiras para acomodar frutas e verduras, podem se transformar em organizadores e até em móveis inusitados. Elas podem ser decoradas com tinta, tecido ou papel adesivo. "Fiz um bar com uma caixa de madeira que estava jogada na garagem da casa do cliente. Decorei e organizei as bebidas dentro", exemplifica Andrea.

Quando penduradas na parede, essas mesmas caixas podem também servir de prateleiras. Escritórios descontraídos e áreas externas combinam muito com esse tipo de objeto. "Caixas de madeira também são indicadas para quem tem pouco espaço e não sabe onde guardar álbuns de fotos, revistas e livros. Alguns modelos podem, inclusive, substituir uma mesa lateral", acrescenta a arquiteta Giselle Macedo.

Cores na medida
Colorir uma casa não é uma habilidade restrita aos especialistas em decoração. "Escolha as cores de que mais gosta, combine-as entre si e perceba se isso agrada aos olhos. A partir daí, você pode começar a mudar a decoração usando esses tons como inspiração", indica a arquiteta Cristiane Schiavoni. O mais importante nesse processo é ser sincera com seus gostos pessoais, afinal, não são todas as pessoas que convivem bem com cores vivas nas paredes.

Se a ideia é colorir com moderação, deixe os tons mais fortes para almofadas, tapetes e quadros, itens que podem ser colocados e retirados com facilidade se você enjoar.

Cortinas, tapetes e colchas
Em salas de estar e de TV, o tapete ajuda a integrar móveis como sofás, poltronas e rack. Sem contar que, quando bem escolhidos, eles podem ser o destaque da decoração. "É possível economizar comprando um tapete menor, desde que se respeite o limite máximo de 20 cm de espaço entre o sofá e o tapete", explica o designer de interiores, Edson Souza, da Etna. Os modelos de sisal são mais simples de limpar e facilitam a movimentação dos móveis.

As cortinas também podem mudar a cara de um ambiente. O mais importante é que estejam em harmonia com a cor de outros itens da decoração, como almofadas, quadros e poltronas. Quem optar por conferir mais elegância a um determinado cômodo, sem sacrificar a luz natural, pode escolher tecidos mais leves, como o voil. Em banheiros onde não há box, cortinas divertidas emprestam vida e leveza ao ambiente. Já nos quartos, brincar com as estampas das cortinas e das colchas é outra estratégia para deixar o cômodo com mais personalidade.

Objetos de acervo pessoal
Objetos acumulados ao longo da vida, como lembranças de viagem, itens de família, da infância e presentes, podem e devem entrar na decoração. "As pessoas devem ser fieis às suas histórias, raízes e gostos pessoais. Nesse sentido, a casa não deve ser apenas um cenário, onde tudo foi comprado e montado. É interessante que alguns objetos tenham um significado especial", opina a decoradora Paula Carvalho, da Tapa na Casa.

Portanto, deixe a imaginação fluir. Garrafas bonitas ou de rótulos bacanas podem ser utilizadas como castiçal, pratos antigos podem ser pendurados na parede, e gravuras, desenhos e até capas de discos antigos podem virar quadros.

Plantas e flores
As plantas são capazes de dar vida a áreas que parecem não ter muita graça, como é o caso dos banheiros. Em cachepôs e vasos bonitos, as flores harmonizam facilmente qualquer ambiente. O único cuidado é escolher bem as espécies. O ideal é optar por aquelas que não precisam de sol para sobreviver. "Pacova, buxinho, pau d’água, palmeira ráfis, lírio da paz e antúrios são algumas opções", ensina Andrea Pontes.

Flores pequenas, como violetas, também podem deixar a sua cozinha mais charmosa, quando acomodadas em vasinhos coloridos. "Também existem flores artificiais lindas, que não precisam de cuidados especiais. Dependendo da rotina da pessoa, pode ser uma solução para alegrar a casa", diz Souza.

Cômodo express
Além de incrementar os ambientes que você já tem, uma boa opção para mudar um pouco o clima da casa é improvisar novos cantinhos usando biombos charmosos, por exemplo. Para montar um cômodo que proporcione relaxamento, você não precisará de muito. "Basta um futon no chão sobre um tapete de sisal, almofadas coloridas e duas mesinhas laterais feitas com caixotes de madeira", ensina a arquiteta Andrea Pontes. Nesse caso, prefira as luminárias de piso para liberar espaço sobre os aparadores, que podem ser utilizados para apoiar porta-retratos com fotos da família ou dos amigos.

 

Topo