Decoração de ambientes

Casa perfumada: escolha a melhor essência para cada ambiente

Divulgação/Montagem/UOL
"Os aromas podem atuar como antidepressivos, melhorar a memória e favorecer o aprendizado", diz Beatriz Yoshimura, fundadora da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Aromaterapia imagem: Divulgação/Montagem/UOL

Marina Oliveira e Thaís Macena

do UOL, São Paulo

Chegar em casa e ser envolvido por um perfume agradável pode ser extremamente prazeroso, sobretudo após um dia cansativo. Afinal, as fragâncias são capazes de mexer com as emoções, seja promovendo a tranquilidade ou recobrando o ânimo. Este é o princípio da aromaterapia, que utiliza óleos essenciais para gerar bem-estar físico e mental. "Os aromas extraídos das plantas são capazes de provocar diferentes sensações em quem os aspira devido aos princípios ativos de cada essência", explica a presidente da Associação Brasileira de Aromaterapia e Aromatologia, Sandra Spiri. "O resultado pode ser um relaxamento profundo, mais energia ou maior inspiração", enumera.

A aromaterapia também pode funcionar como coadjuvante no tratamento de disfunções no sistema nervoso, digestivo, respiratório e circulatório. "Uma vez aspirada, a essência vai para o pulmão, é absorvida pelo sangue e percorre todo o corpo, ativando determinadas áreas, de acordo com as propriedades de cada uma", afirma Beatriz Yoshimura, aromaterapeuta e fundadora da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Aromaterapia. Mas os principais efeitos são sentidos no campo emocional, controlado pelo sistema límbico do cérebro, o mesmo que recebe informações das fragrâncias. "Os aromas podem ativar a amídala, o hipocampo ou o hipotálamo, atuando como antidepressivos, melhorando a memória e favorecendo o aprendizado, respectivamente", relata.


Aromas e suas variações
Para aproveitar ao máximo os benefícios da aromaterapia, os especialistas recomendam a utilização de óleos essenciais puros, comercializados em pequenos frascos de vidro. Eles precisam ser dissolvidos em água e colocados em dispositivos aromatizadores para liberar perfume por meio do calor. "O aroma não é enjoativo e dispersa rapidamente, por isso pode ser utilizado em diversos cômodos simultaneamente. Mas, mesmo sem permanecer por muito tempo no ar, a ação terapêutica é contínua", garante Sâmia Maluf, aromaterapeuta e proprietária da By Samia.

Agora, se a ideia é só perfumar o ambiente, qualquer tipo de aromatizador vale: incensos, sachês, velas perfumadas, borrifadores e difusores. É importante lembrar, no entanto, que essas essências já vêm misturadas com fixadores e, por isso, o cheiro é mais forte e permanece por mais tempo no local. Neste caso, é preciso ter cuidado para não exagerar na mistura de perfumes. "O melhor é utilizar no máximo duas essências, em dois ambientes separados", aconselha.

Segundo Sâmia, há aromas mais indicados para cada cômodo da casa e utilizá-los adequadamente no dia a dia pode ser uma ajuda para manter as emoções equilibradas.

Sala de estar
Neste ambiente onde se costuma receber pessoas, o ideal é escolher essências alegres, energizantes e que ajudam a harmonizar. Alguns exemplos são o capim-santo, a hortelã-pimenta, o alecrim e a grapefruit. Porém, se a ideia é manter o clima mais intimista, o indicado são os aromas florais intensos como rosa, ylang-ylang e jasmim.

Banheiro
As essências bactericidas, que dão aquela sensação gostosa de limpeza e frescor, são as mais indicadas para este ambiente. Alguns exemplos são eucalipto, alecrim, pinho siberiano, capim-santo, citronela e hortelã.

Cozinha
O ideal neste cômodo é utilizar essências que harmonizam com os próprios dos alimentos. Boas opções são os perfumes cítricos como laranja e tangerina. Aromas de ervas e especiarias também combinam e podem abrir o apetite e ainda ajudar na digestão. Alguns exemplos são gengibre, canela, cravo, cardamomo, manjericão, noz-moscada, alecrim e hortelã-pimenta.

Quartos
Nesses locais, que devem ser os mais calmos da casa, é preciso usar essências que tragam tranquilidade e induzam ao sono. Lavanda, manjericão e laranja são indicadas para quem sofre de insônia. Já ylang-ylang, cedro, sândalo e olíbano são bons para relaxar e meditar. Se a ideia é favorecer o contato físico e o namoro, no entanto, pode-se optar por essências afrodisíacas como rosa, jasmim e patchouli.

Escritório
Na área onde normalmente se resolvem questões financeiras, vale utilizar essências que atraem a prosperidade. É o caso da canela, do orégano, da tangerina e do manjericão. Para favorecer a concentração e o foco, a essência de limão é a mais indicada.

Área externa
Como em ambientes abertos a tendência é que o aroma se dissipe rapidamente, o ideal é escolher essências que tenham funções repelentes, para manter os insetos do lado de fora. A mais indicada para este caso é a citronela.

 

Topo