Decoração de ambientes

Ventiladores de teto são funcionais e se adaptam a decorações diversas

Getty Images
Se a intenção é diminuir o peso visual do ventilador, uma dica é pintar o teto na mesma cor do aparelho imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Os ventiladores de teto são uma boa opção para fazer circular o ar e refrescar o ambiente, mantendo uma temperatura agradável em dias quentes como os de verão. Segundo os fabricantes, os novos produtos disponíveis no mercado estão mais silenciosos, com preços acessíveis, menor consumo de energia e, ainda, design adaptável a diversos estilos de decoração.

Design discreto ou nem tanto

O ventilador de teto, a princípio, pode ser instalado em  qualquer cômodo da casa por apresentar fácil adequação às diferentes ambientações. Para cada espaço é possível escolher o aparelho ideal em meio à grande variedade de cores, tamanhos e formas. “Existe sempre um que se adapta ao estilo do consumidor e da casa”, diz o arquiteto Glen Finch.

De acordo com o profissional, os ventiladores com design mais "clean" servem aos ambientes onde não se pretende deixar o aparelho em destaque ou muito visível. Para esses casos, os de cores claras e pás transparentes são boas opções por tornarem-se quase imperceptíveis e, geralmente, não comprometer a harmonia decorativa seja de locais pequenos ou grandes. Ainda para diminuir o peso visual do equipamento, Finch indica: pinte o teto com a mesma tonalidade do ventilador. 

NA HORA DE COMPRAR

- Para sua segurança, verifique se o produto traz o selo do Inmetro;
- Opte pelo melhor índice de eficiência energética, apresentado pelo selo Procel colado ao aparelho;
- Procure testar o ventilador na loja para examinar a potência do vento e da luminária acoplada, como também se apresenta ruídos quando ligado;
- Certifique-se junto ao vendedor sobre a força do vento, porque cada produto tem um limite em m² para o alcance da ventilação;
- Analise o design do ventilador para que haja uma harmonia entre o item e o ambiente onde será inserido.

Agora, se a intenção não for disfarçá-lo, há exemplares de design moderno e até arrojado que incorporam cores vibrantes em suas hélices ou combinam diferentes tons em uma mesma  peça. Por outro lado, para os espaços mais clássicos ou rústicos, há os fabricados em madeira ou com pás revestidas por fibras naturais entrelaçadas, por exemplo.

Ventila e ilumina

Além de ventilar o ambiente, estes aparelhos geralmente possuem uma luminária acoplada. “Em espaços com apenas um ponto de luz no teto, essa é a melhor maneira de conciliar iluminação e conforto térmico, pois num só produto e em um só ponto de energia agrupamos duas necessidades”, explica o arquiteto.

Desta forma, se o objetivo é refrescar e iluminar o ambiente, observe a área de ventilação sugerida no manual do aparelho, o tipo da luminária embutida e a potência máxima da lâmpada. Se a fonte de luz no ventilador de teto for a única no cômodo, os produtos que comportam duas ou mais lâmpadas são uma boa alternativa para uma iluminação mais eficiente.

Economia de energia

Para o gerente de produtos do Grupo SEB, empresa detentora da marca Arno, Joaquim Alfani, a economia de energia do ventilador de teto é maior quando comparada a do ar-condicionado porque este último possui potência superior e, consequentemente, consome mais eletricidade.

No entanto, para que o gasto com o aparelho seja ainda menor, procure verificar se o produto contém o Selo Procel, que o classifica quanto ao índice de eficiência energética. “O consumidor pode economizar hoje comprando um equipamento mais barato, mas pode pagar mais caro a médio e longo prazo na conta de luz”, opina Alfani.

Teste o aparelho

Conforme pesquisas realizadas pela marca especializada em ventiladores Aliseu, na hora de comprar um ventilador de teto, a maioria dos consumidores exigem primeiramente que o produto seja silencioso. Por isso, para constatar a eficiência no fator “sem ruídos”, a coordenadora de marketing da empresa, Ana Helena Ferreira, orienta a ver e testar o aparelho na loja, quando possível.

  • Getty Images

    Para a instalação do ventilador, prefira o serviço de profissionais especializados

Porém, se o ponto de venda não oferece o mostruário para teste, "informe-se com o vendedor a respeito de cada modelo e, para sua segurança, opte por marcas já consolidadas no mercado”, aconselha Ferreira.

Instalação e manutenção

Apesar de a instalação parecer simples, Ferreira recomenda sempre o uso de mão de obra especializada. “Quando o ventilador não é devidamente instalado, pode apresentar problemas como ruídos indesejáveis, instabilidade ou até representar perigo ao usuário”, alerta. No caso de modelos com luminárias acopladas, ainda há um cuidado extra: a necessidade de utilização de lâmpadas na potência sugerida pelos fabricantes do aparelho.

Para saber como limpar o equipamento, observe as orientações contidas no manual do ventilador e respeite-as. Em linhas gerais, é aconselhável higienizá-lo com um pano levemente umedecido com água, sem adição de produtos químicos, principalmente na região das pás, onde ocorre o maior acúmulo de poeira.

Topo