Decoração de ambientes

Adesivos decorativos são práticos e renovam o ambiente sem sujeira

Divulgação
O item autocolante da Piglue Adesivos Decorativos, em tonalidade vibrante, dá personalidade ao ambiente imagem: Divulgação

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Se a intenção é renovar o ambiente sem fazer sujeira, a um custo acessível, de forma rápida e prática, os adesivos decorativos são a solução. Disponíveis em uma infinidade de modelos ou mesmo em versões customizadas, estes produtos dão cor e personalidade a diferentes cômodos da casa. Veja as dicas de como modificar o espaço usando deste item decorativo tão versátil e de simples instalação.

Personalize o ambiente

Entediada com a antiga decoração, mas não pode fazer um alto investimento na mudança? Mora de aluguel em apartamento mobiliado, no entanto, quer que ele fique mais ao seu estilo? Segundo o conselho da arquiteta Mayra Lopes, adesivos permitem a transformação do ambiente seguindo os gostos do morador da casa. Ou seja, quebram o engessamento dos espaços.

Antes de escolher o formato e as cores de tais elementos, a arquiteta Luciana Castro orienta que é necessário observar as dimensões do local, seu mobiliário, os objetos de decoração e a iluminação. “Depois dessa análise, basta lançar mão de adesivos que agreguem personalidade tanto às paredes, quanto no mobiliário, tornando-os mais divertidos e interessantes”, diz. Para Castro, devido a esta imensa variedade de formas e modelos, os produtos se aplicam praticamente a todos os estilos e usos de cômodos: “O único cuidado é saber identificar o conceito desse ambiente para agir dentro dele”.

  • Divulgação

    No banheiro projetado pela arquiteta Mayra Lopes, um sutil adesivo nos azulejos diferencia as peças

Como escolher

No momento de optar por este ou aquele adesivo, é importante ficar atenta a quatro características do produto:

1.    Cor: as tonalidades do item devem estar dentro da paleta de cores do ambiente. Não é preciso que o adesivo tenha os mesmos matizes dos móveis ou das peças decorativas, mas o material deve ter um ou mais tons que “conversem” com o restante do cômodo.

2.    Modelo: opte por um tema com referências ao ambiente e aos moradores que compartilham daquele espaço.

3.    Tamanho: para não comprometer o resultado final após a fixação, analise previamente as dimensões do adesivo para que estas sejam proporcionais ao local de instalação. Antes de ir às compras, faça uso da trena para calcular as medidas exatas da superfície a ser adesivada.

4.    Superfície: o adesivo geralmente é recomendado para quaisquer superfícies lisas, ausentes de asperezas e irregularidades. Contudo, cada tipo de local pede um adesivo de material específico. Por isso, não deixe de ler as descrições do produto. Os fabricados em vinil, por exemplo, são indicados para paredes, móveis, eletrodomésticos, vidros e azulejos, desde que sejam áreas planas.

Ideias de aplicação

Por ser um material facilmente adaptável, as maneiras de como aplicá-lo nos ambientes são infinitas, basta ter criatividade. Contudo, “quando a pessoa não se sentir segura em escolher ou instalar, é importante procurar a opinião de algum profissional da área”, recomenda Castro.

Para os quartos, há uma abundância de adesivos que propõem a criação de uma falsa cabeceira para a cama. Para este efeito, você pode colocar um adesivo que remeta à natureza, uma frase personalizada ou ainda uma mandala – a escolha sempre dependerá do seu estilo.  Aos amantes da fotografia, outra opção é o adesivo customizado com aquela foto preferida seja pessoal ou criada por grandes fotógrafos.

Divulgação

  • O adesivo Gameleira da loja Grudado remete à natureza e dá um ar romântico à sala de estar

“Recentemente, para um cliente, espalhamos uns bonequinhos na parede como se eles a estivessem escalando. É gostoso de criar, dá para brincar”, conta Lopes. A arquiteta enumera mais ideias, agora para outros cômodos: para salas de jantar, valem os de tema "gourmet" ou de formatos geométricos como sobreposição de círculos e quadrados em uma parede.

Nas salas de estar, uma sugestão é colocar na parede ao lado do aparador um adesivo que simule malas antigas ou uma estante com livros. Nas prateleiras, mescle os quadros reais com adesivos que imitem outros objetos de decoração. E para aquele espelho, substitua a moldura original por adesivos: "Por que não?", provoca Lopes.

Nos banheiros, comumente ambientes monocromáticos ou neutros, uma alternativa é instalar adesivos coloridos nos azulejos. No vidro do box, estes produtos autocolantes também podem dar um ar mais descontraído ao local. Enquanto, na cozinha, aquela geladeira branca mais antiga pode ser renovada usando estes itens decorativos.

Instalação e manutenção

Para uma melhor aderência do produto, limpe previamente com um pano umedecido em água a superfície onde será aplicado o adesivo. Ainda na preparação anterior à fixação, Lopes orienta: “Quando compro adesivo, recorto desenho por desenho e monto a composição no chão próximo ao local da aplicação”.

Em seguida, retire a proteção de papel do produto e cole lentamente na área escolhida, passando uma espátula de plástico, uma régua ou um pano sobre o adesivo. Comece a alisar a superfície do adesivo a partir do centro e siga em direção às bordas para evitar a formação de bolhas. Depois de colado, a máscara transparente do material deve ser retirada lentamente. Neste instante, aproveite para verificar se todas as partes do produto estão bem presas à superfície (parede, móvel, azulejo) e, se necessário, reforce a aderência repassando a espátula.

Caso haja alguma pequena bolha, fure-a com a ponta de uma agulha e passe cuidadosamente a espátula novamente sobre o adesivo. “Para as peças grandes, contrate mão de obra especializada, pois há formação de bolhas com muita facilidade”, aconselha Castro.

Para a limpeza destes produtos, o ideal é espanar ou passar um pano seco - ou levemente umedecido com água e detergente neutro -, mesmo que estejam aplicados em vidros de janelas ou azulejos.  Não use produtos de limpeza multiuso ou abrasivos porque com o tempo, a solução pode danificar a coloração e a textura do material.

Topo