Decoração de ambientes

Oito dicas para deixar a casa mais aconchegante sem gastar muito

Getty Images
Acessórios como mantas e luminárias de cúpulas de papel ou tecido dão mais aconchego ao ambiente imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Trocar as capas das almofadas, mudar o tipo de iluminação, espalhar vasos com flores... Estes e outros simples cuidados com a decoração podem deixar os ambientes mais aconchegantes, sem demandar muito investimento. O UOL Casa e Decoração fez uma lista com oito dicas que podem te ajudar a proporcionar esta sensação de conforto em sua casa.

1.    Cores e papel

Uma alternativa para criar a percepção de acolhimento é pintar uma das paredes com uma cor “quente” e terrosa como os tons de vermelhos queimados, vinhos e marrons. Contudo, é preciso atenção na escolha da tonalidade caso o ambiente tenha pouca metragem.

Como alternativa às tintas, existem os mais variados modelos de papéis de parede. Para um ambiente mais “clean”, é recomendável o uso de texturas de tecido como o linho que dá essa impressão de conforto. Mas, se a busca for por fugir da monotonia, para a designer de interiores, Karina Vargas, o ideal são estampas com desenhos listrados ou geométricos.

Todavia, assim como no caso das cores fechadas, diversas estampas podem fazer o cômodo parecer menor. “Se o ambiente for pequeno, use padronagens com desenhos reduzidos e delicados e tente usar cores mais claras. Agora se o espaço for grande, matizes escuros e estampas maiores são permitidas”, aconselha a arquiteta Tatiana Kamogawa, do escritório Archeufficio.

Outros aspectos a serem avaliados, antes de qualquer compra, são o estilo e as dimensões dos móveis e objetos presentes no local, para que a estampa ou o tom escolhido não enfatize ou crie um visual carregado e cansativo.

2.    Moldura da janela

As cortinas são elementos muito usados para se conseguir um cômodo mais acolhedor. Ao escolher o modelo e o tecido considere qual a intensidade de bloqueio da luz natural é a desejada e leve em conta o projeto de decoração como um todo.

A sensação de aconchego pode vir de uma fazenda mais encorpada, como o veludo, linho grosso ou sarja, de tonalidades quentes, ou mesmo de uma gaze de linho colorida, para dar mais leveza e transparência, se este for o efeito esperado.

3.    Fofinhos e felpudos

Assim como as cortinas, as almofadas com desenhos e bordados em relevo, em tecidos como lã, veludo e peles sintéticas tendem a criar sensações agradáveis. Porém, o tipo de pano deve harmonizar com todas as texturas e cores do ambiente e mais: precisa seguir o estilo de vida e os gostos dos moradores. Assim, se você não aprecia o veludo, por exemplo, não use.

No caso dos tapetes, especialmente nos dias mais frios e sobre os pisos cerâmicos ou pedras, o ideal é optar pelos mais felpudos ou de pele sintética. Esses modelos aquecem o ambiente. Como os assoalhos de madeira têm a vantagem de serem mais “quentes”, neste caso, os feitos de tear em lã ou algodão são indicados. “As peças podem ser neutras dependendo do resto da mobília ou bem coloridas se os móveis forem mais básicos”, acrescenta Vargas.

4.    Acessórios

Se a intenção é ter mais aconchego durante o inverno, as mantas e velas aromatizadas podem contribuir para o aquecimento físico e a criação de uma ambientação acolhedora, tanto nos quartos como nas salas. As mantas, em especial as de textura “soft” decoram (e dão cor) os cômodos e, principalmente, tornam mais confortáveis os momentos de preguiça no sofá. As velas, por sua vez, tendem a estabelecer atmosferas calmas e românticas.


5.    Luz amarela

De acordo com Tatiana Kamogawa, uma iluminação indireta é apropriada para se ter um espaço aconchegante. Ainda, para qualquer peça como abajures, pendentes ou lustres, sempre opte por uma luz amarela. “Nunca use luz branca, a não ser que queira um ambiente de escritório ou de farmácia”, salienta a arquiteta.

Agora, se não é possível investir no projeto luminotécnico da casa ou de um cômodo, uma alternativa é trocar as cúpulas das luminárias. Por exemplo, as fabricadas em papel ou de um tecido como o linho são indicadas conseguir essa luz acolhedora.

6.    Flores

Não importa o modelo do vaso (de design moderno, mais romântico, de cristal ou de cerâmica), o que vale mesmo é dispor nos ambientes, sempre que possível, flores ou plantas naturais, porque esses elementos tornam o espaço mais agradável ao olhar e ao olfato. Uma boa dica, porém, é escolher espécies mais adaptadas ao clima do momento e às condições de luz do cômodo.

7.    Roupa de cama

Nos quartos, lençóis de flanela ou com grande número de fios, edredons, cobertores, colchas ou mantas bem macias podem aumentar a percepção de conforto, assim como almofadas e travesseiros rechonchudos. “Coloque tapetes mais felpudos e uma passadeira nas laterais da cama para acordar e pisar no quentinho”, completa Karina Vargas.

8.    Nos banheiros

Em geral, o revestimento frio - de pedra ou cerâmica - é empregado nos banheiros por resistirem bem à ação da água. Como tais elementos tendem a ser pouco acolhedores e bem funcionais, pequenos detalhes entram em cena para aconchegar os usuários: o emprego de materiais como a madeira em bancadas, os tapetes macios e ainda velas aromatizadas ou vasinhos com flores são opções viáveis e baratas.

Topo