Cozinha

Geladeira: veja como escolher e manter este eletrodoméstico

Getty Images
Aprenda a escolher o modelo de geladeira que mais se adapta às suas necessidades imagem: Getty Images

Vinícius Abbate e Daiana Dalfito

Do UOL, em São Paulo

As geladeiras evoluiram: redução do consumo de energia, soluções sustentáveis, designs mais atrativos e diferenciados e, claro, interatividade são alguns elementos que atualmente pesam na escolha desse eletrodoméstico imprescindível. O UOL Casa e Decoração fez um guia para que você faça a melhor compra da sua geladeira a partir das suas necessidades e encontre produtos que ofereçam qualidade e facilitem a sua vida. Acompanhe!

Tecnologia

Na época da conectividade, a tecnologia touch screen agrega funções ao refrigerador como calendário, timer, painel de recados, agenda de telefones, livro de receitas e álbum digital, enquanto o sistema “smart stock” avisa sobre o prazo de vencimento dos alimentos, faz lista de compras e a envia para o celular por meio de um “QR code”, para que possa ser compartilhada, editada e atualizada em tempo real por mais de uma pessoa.  

Mais conhecida do público, a funcionalidade frost free impede a formação de gelo nas paredes do congelador ou do freezer. Além desse recurso que elimina a necessidade do descongelamento periódico do eletrodoméstico, existe outro que inutiliza um truque da vovó, aquele em que o carvão (ou o café) é usado para neutralizar odores fortes como o de cebola recém-cortada. Acredite, um filtro pode fazer com que o cheiro de bacalhau descongelando fique mais ameno.

Já os modelos equipados com funções “express” gelam bebidas ou sobremesas rapidamente ou produzem gelo sem a necessidade de conexão hidráulica. Há ainda a possibilidade de fazer com que os alimentos sejam conservados por mais tempo e com mais qualidade que o habitual. Por exemplo, a LG desenvolveu a gaveta Vitalight que combina lâmpadas LED brancas e verdes que simulam a fotossíntese. Segundo a fabricante, a gaveta diminui a perda de vitamina C dos vegetais em 67%, mantendo 40% a mais da umidade das saladas e reduzindo pela metade a perda da clorofila.

Uma das preocupações mais comuns até há pouco tempo era o que acomodar na porta do refrigerador, uma vez que o espaço não era tão bem refrigerado quanto o corpo do eletrodoméstico. Atualmente as empresas garantem ter solucionado esse problema, com sistemas de circulação do ar frio que abrangem a totalidade do equipamento. Além disso, alguns modelos prometem áreas com temperatura constante a 0° C, o que eliminaria a proliferação de bactérias.

“A melhor conservação dos alimentos advém do armazenamento adequado para que não haja a proliferação dos microrganismos. Buscamos melhorá-lo ao máximo”, explica Mariana Cappucci, gerente de produto de linha branca da LG Electronics do Brasil.

Comida mais saudável e saborosa também é prometida pelas marcas, há recursos incorporados a alguns modelos de geladeiras que se propõem a uma melhor conservação do sabor e dos nutrientes dos alimentos frescos, como a Super Cool, da marca Liebherr, que resfria a comida rapidamente e mantém a temperatura em 2º C por seis horas. Já a função Super Frost, desenvolvida pela mesma empresa, reduz rapidamente a temperatura do freezer para -32 ºC e evita a formação de cristais de gelo dentro dos alimentos, garantindo a qualidade dos produtos a serem consumidos.

Para minimizar os danos aos alimentos durante as quedas de energia, a Samsung oferece uma inovação em alguns de seus refrigeradores, é o chamado Cool Pack, na realidade um acessório que fica no freezer e mantém o alimento refrigerado por até oito horas em caso de apagões, conservando até mesmo sorvetes em seu interior. Essa mini-geladeira dentro da geladeira é removível e pode ser levada à mesa como uma bandeja térmica.

Design

Modelos retrô tornaram-se comuns de 2011 para cá, porém, o design vintage vem acompanhado de tecnologias que permitem um melhor aproveitamento energético. Outra vertente que vem ganhando espaço é a que permite a personalização estética e até organizacional das geladeiras.

O refrigerador You, da Brastemp, pode ter as cores, os padrões e os detalhes que o comprador desejar. Três modelos da marca Liebherr permitem também a personalização da porta para que a geladeira siga o mesmo conceito do mobiliário e da decoração do restante da cozinha ou da varanda gourmet, por exemplo.

Mais comuns, as geladeiras brancas e de aço escovado também ganharam cuidados, como a película anti-marcas desenvolvida pela Electrolux para o segundo tipo de acabamento. A forma de apoiar o refrigerador também variou com o passar dos anos, atualmente há versões de piso – mais corriqueiras – e de embutir e, para quem acha difícil puxar a porta, um simples clique já é capaz de fazer abrir a geladeira, como no caso de alguns eletrodomésticos da Samsung.

Clique e veja como escolher a lavadora de roupas ideal

  • Getty Images

Sustentabilidade

Em 2010, a Whirlpool (representante das marcas Brastemp, Consul e KitchenAid) desenvolveu a metodologia design for environment -desenho para o meio ambiente, em tradução literal-, que ajuda a mapear os impactos do produto no meio ambiente, desde o fornecimento das matérias-primas utilizadas na fabricação dos eletrodomésticos até o seu descarte pós-uso.

Assim, os produtos devem ser produzidos com matriz de objetivos definidos, com maximização da eficiência no consumo de água e energia e reciclagem. Um exemplo é o refrigerador Inverse Viva, para o qual a Brastemp garante um índice de reciclabilidade superior a 80%. Segundo a Whirlpool, todos os projetos para o desenvolvimento de produtos iniciados a partir de 2012 pela marca incorporam essa metodologia. 

A Electrolux, no final de 2012, passou a utilizar o gás refrigerante R600a (isobutano), que não agride a camada de ozônio, em um de seus modelos, assim como a GE, nas versões de geladeiras com classificação energética “A”, do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE).

Levando em conta a eficiência energética, as fabricantes de refrigeradores têm desenvolvido funções que regulam a temperatura de acordo com a frequência de abertura da porta, mantendo-a no mínimo necessário quando a abertura é pouco frequente ou intensificando-a em caso de festa, por exemplo. O ajuste automático da velocidade de trabalho do compressor também otimiza o consumo de energia, além de apresentar menor nível de ruídos, condição ideal para geladeiras instaladas em ambientes integrados, como cozinhas americanas.

Mais comuns, mas não menos importantes, as entradas ou dispensers acoplados à porta principal das geladeiras facilitam o acesso aos alimentos e contribuem para a redução do gasto de energia. Nessa via econômica, os equipamentos que contam com luzes LED garantem menor nível de aquecimento e a vida útil das lâmpadas é até seis vezes maior.

Tamanho

Antes de comprar o refrigerador é importante que o consumidor consulte as dimensões do produto e instruções de instalação  nos sites das marcas, para se assegurar que o eletrodoméstico caiba no espaço disponível para a instalação. O mesmo cuidado vale durante o transporte do produto, pois pode haver dificuldade para colocá-lo no elevador ou passar pelas portas da residência.

Além das dimensões da peça propriamente dita, ao escolher o modelo considere 10 cm de espaço adicional nas laterais, 10 cm, no fundo, e 15 cm, no topo do eletrodoméstico. Desta forma é possível impedir que o refrigerador encoste nas paredes, objetos ou móveis, evitando, inclusive, ruídos desagradáveis.

As geladeiras variam de tamanho de acordo com a capacidade, por exemplo, a Samsung recomenda refrigeradores simples com cerca de 360 litros para apartamentos pequenos (de solteiros ou recém-casados), enquanto as com 600 litros seriam as ideais para famílias e casas grandes. A Consul, porém oferece modelos a partir de 239 litros, suficiente para solteiros ou casais sem filhos. Geladeiras invertidas, com freezer embaixo facilitam o manuseio de produtos e as “side by side” que posicionam o freezer ao lado do refrigerador garantem versatilidade àqueles que gostam de cozinhar.

Vida útil e manutenção

De acordo com Renata Leão, Gerente da Engenharia de Serviços da Whirlpool Latin America, as geladeiras costumam durar, em média, sete anos. A vida útil, no entanto, depende dos hábitos de uso e cuidados dispensados pelo consumidor, que deve seguir as recomendações previstas nos manuais de instruções disponibilizados pelas marcas. O período de garantia para os refrigeradores, todavia, pode variar de um a dez anos, dependendo do modelo e da fabricante.

Dicas de uso:

- Guarde os alimentos em recipientes fechados como saquinhos e potes plásticos. O bom acondicionamento evita que resíduos sujem o refrigerador e impede a propagação de odores. Além disso, esses materiais não retêm calor, o que auxilia na conservação dos alimentos.
- Não deixe armazenado no refrigerador nenhum alimento que tenha prazo de validade curto, como por exemplo, ovos, queijos e carne durante ausências longas.
- Caso o refrigerador não tenha a função férias, basta regular diretamente o termostato do produto, colocando-o na posição mínimo.
- Nas ausências longas, é recomendado que o refrigerador seja desligado da tomada. Os compartimentos do refrigerador e freezer devem ser esvaziados. As portas podem ficar abertas para evitar odores.
 
Fontes: Fábio Machado, gerente de refrigeradores da Electrolux; Jefferson Pimentel Porto, gerente sênior da divisão de eletrodomésticos da Samsung Brasil; Kelly Costa, gerente de produtos da GE; Mariana Cappucci, gerente de produto de linha branca da LG Electronics do Brasil e Renata Leão, gerente da engenharia de serviços da Whirlpool Latin America;

Para manter a geladeira limpinha e contribuir para sua maior durabilidade, mantenha a frequência semanal de limpeza, usando, preferencialmente, sabão ou detergente neutros, água e esponja macia. Caso o acabamento externo de seu refrigerador seja em inox, utilize flanela seca ou umedecida em água morna e sabão neutro e, na sequência, seque com cuidado. As borrachas de vedação das portas não são removíveis e devem ser limpas delicadamente com um pano úmido, cuidando para que não haja danos.

Por dentro, higienize com pano umedecido em uma solução de água morna e bicarbonato de sódio - uma colher de sopa para cada litro de água - e enxugue cuidadosamente. Não forre as prateleiras com toalhas ou plásticos, o que impede a circulação do ar. Para minimizar odores fortes, coloque um pires com pó de café sobre a proteção da gaveta de verduras, ao fundo.

A fim de evitar manchas e riscos no eletrodoméstico não use materiais abrasivos, como esponja de aço, saponáceos ou produtos de limpeza à base de soda cáustica ou silicone. Nunca borrife produtos de limpeza diretamente sobre o visor do refrigerador, isso pode apagar as marcações.

Nunca insira os dedos ou quaisquer outros objetos na abertura da saída d’água gelada. Isto pode causar ferimentos, e também danos materiais.

Limpeza completa

Antes de iniciar a limpeza completa do produto deve-se atentar à segurança: desligue o refrigerador da tomada. Sempre retire os alimentos e, na sequência, gavetas e acessórios móveis para a manutenção total. No manual de instruções constam indicações sobre quais peças são removíveis e laváveis.

Caso sua geladeira não seja frost free, retire o excesso de gelo do freezer com cuidado e nunca usando instrumentos perfurantes. Uma camada de gelo com espessura superior a dois centímetros pode prejudicar o desempenho do produto e aumentar o consumo de energia.

Para a higienização das partes internas utilize detergente neutro e pano ou esponja macia e, depois, seque toda a superfície para evitar manchas provocadas por resíduos de sabão ou detergente. Após essa etapa, as partes removíveis devem ser novamente encaixadas e o cabo de energia religado.

Recomenda-se fazer esta limpeza pesada a cada mês, pois a manutenção e a organização da geladeira auxiliam o desempenho do produto.

Topo