Vida em casa

Limpe vidros e superfícies espelhadas sem deixar manchas

Getty Images
Para limpeza de espelhos, é essencial usar panos macios, que não soltem fiapos, como os de algodão imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Nada de “mágicas”: o modo como se faz a limpeza e o uso de produtos corretos, na quantidade adequada, podem garantir que vidros e superfícies espelhadas fiquem limpos, sem qualquer mancha ou aspecto embaçado. Veja as dicas e aprenda a higienizar com eficiência as janelas, as portas envidraçadas, os boxes de banheiro e os espelhos da sua casa.

Pano e produto certos

De acordo com a especialista em qualificação profissional doméstica e sócia da agência Veritas (que ministra cursos de serviços domésticos), Dany Chaves, o limpa-vidros, encontrado facilmente em supermercados, é apropriado somente para a limpeza de vidros e espelhos que não estão localizados em cômodos que acumulam sujeira gordurosa. Porém, para áreas com tal sujidade, o ideal é usar um desengordurante neutro e líquido, antes da aplicação do limpa-vidros.

Entretanto, para a personal organizer e consultora doméstica, Lucy Mizael, o limpa-vidros pode ser descartado. “Tente substituí-lo por detergente e vinagre, são mais baratos e mais eficientes”, garante.

Dentre os materiais necessários para a higienização, separe também esponjas macias e panos de algodão, que não soltem fiapos. Os rodos com dupla face (esponja para lavagem e tecido de flanela ou algodão para secagem) são práticos para a limpeza de grandes áreas que estejam fora do alcance das mãos de quem está fazendo a faxina. “Caso contrário, esponja e pano surtirão o mesmo efeito”, diz Chaves.

Para evitar riscos e manchas, nunca utilize produtos de limpeza a base de solventes, saponáceos e panos ou esponjas de material áspero.E em relação ao truque caseiro de esfregar jornal em espelhos, Mizael desaconselha: “Pode deixar o vidro manchado, porque, com o tempo, os resíduos de tinta da impressão do jornal ficam impregnados”.

  • Getty Images

    Os rodos com dupla face são eficazes para limpeza de grandes áreas, como janelas e portas de vidro

Técnica: limpe e seque

A limpeza dessas superfícies não requer o uso de água abundante ou excesso de produtos industrializados. Para impedir que a solução líquida seque e cause manchas, a indicação, principalmente se a área for extensa, é dividir a janela, porta ou espelho em partes para limpar e, na sequência, secar por etapas. Outra sugestão que ajuda a não deixar marcas é passar o pano ou esponja em uma única direção.

Chaves orienta seguir três passos de asseio: primeiro, utilize pouca quantidade de detergente líquido e neutro, aplicado em uma esponja macia levemente umedecida, para a remoção total da sujeira mais pesada. Feito isso, com um pano macio, que não solte pelos, remova o excesso do desengordurante e seque o vidro. Em seguida, aplique o limpa-vidros para finalizar a limpeza.

Por sua vez, Mizael revela sua “fórmula eficaz”: coloque água até a metade de um balde (de dez litros) e misture uma colher de sopa de detergente ou vinagre e uma colher de sopa de álcool. Molhe o pano nesta solução, torça-o levemente e passe no vidro. Logo em seguida, com outro pano, seque a superfície. “Troque a água à medida que for sujando”, completa.

Para espelhos, faça este mesmo procedimento e ao final, para eliminar qualquer aspecto embaçado, passe o papel toalha seco, em movimentos circulares.

“No caso de mesa de vidro, suja após uma refeição, molhe uma esponja macia em água, coloque cerca de quatro gotas de detergente e esfregue o tampo. Depois, com pano molhado, remova o sabão e com pano seco, enxugue. Finalize com papel toalha e um pouco de álcool”, ensina Mizael.

Para aqueles cantinhos da junção da esquadria com o vidro de janelas e portas ou da moldura e com o espelho, que são de difícil alcance, uma dica é usar um palito de churrasco, encapado com um pedaço de pano ou gaze.

ESPECIALISTAS DÃO DICAS DE COMO FAXINAR SEM CORRER RISCOS; VEJA!

À sombra

Além de seguir a orientação do “limpa-seca”, que auxilia a não deixar manchas, o diretor da Q Limpo Company, empresa especializada em serviços de limpeza, Dartier Arja, recomenda sempre fazer esta higienização em momentos do dia que não haja incidência do sol sobre a superfície a ser limpa. Limpar à sombra garante que a solução usada não evapore rapidamente e, consequentemente, cause marcas no vidro.

Box: um truquezinho

É comum o box do banheiro apresentar marcas que resultam do acúmulo de produtos como xampu, condicionador e até mesmo, da própria gordura e sujeira da pele e dos cabelos. O ideal, segundo Chaves, é lavar a superfície duas vezes por semana, por exemplo, na segunda e sexta-feira. Desta forma, a limpeza frequentemente impedirá o aparecimento das manchas.

Contudo, Mizael dá uma dica caseira, um tanto inusitada: “depois de lavar e secar o box, passe lustra-móveis. O produto evita que a sujeira e o sabão grudem no vidro”, assegura.

Topo