Últimas de Estilo de vida

Organize o guarda-roupa e aproveite melhor seu espaço; veja as dicas

Getty Images
Perde-se muito tempo na hora de se ajeitar se as peças estão mal distribuídas no guarda-roupa bagunçado imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Você tem dificuldades em visualizar quais roupas você possui dentro do guarda-roupa e com frequência, costuma perder muito tempo para achar alguma peça? Temos uma boa notícia: a arrumação pode te ajudar a se vestir melhor, acredite. Além disso, a organização do armário faz com que o espaço de armazenamento seja otimizado. Para ajudá-lo nessa tarefa, indicamos a melhor maneira de guardar cada item, qual cabide usar para dar suporte a determinada roupa e em que situações os famosos organizadores são recomendados.

A organização do guarda-roupa deve ser encarada como uma boa oportunidade de verificar todas as peças que possui e avaliar quais são realmente usadas e aquelas que podem ser descartadas, por exemplo, as que não servem mais. Aproveite para separar roupas, sapatos e acessórios, em bom estado, que podem ser doados. Então, tire tudo do armário e pense com carinho sobre cada muda de roupa.

Famílias e cores

Concluída essa fase em que você já definiu o que será colocado de volta no guarda-roupa, o segundo passo é categorizar as peças. A organizadora profissional, Ingrid Lisboa, orienta a separá-las por famílias, conforme a tipologia e características da peça. Disponha, por exemplo, sobre a cama, camiseta de manga curta com camiseta de manga curta, calça jeans com calça jeans e vestido com vestido. “Essa etapa ajuda na visualização e a organização fica mais prática e funcional”, afirma Lisboa.

O número de famílias dependerá da quantidade e variedade de roupas e sapatos. Por exemplo: se você tem somente duas saias longas e outras duas, curtas, esses itens podem formar apenas uma categoria: a das saias.

A categorização pode ser também determinada pela cor - especialmente como um segundo  balizador -, caso haja uma diversidade de tonalidades que permita essa separação. Lisboa explica que a organização cromática, porém, nem sempre é necessária: em guarda-roupas onde se tem um menor conjunto variável de cores entre as peças, o aconselhável é categorizar exclusivamente por família.

Tipos de cabides e usos indicados

  • Reinaldo Canato/ UOL

Preciso de muitos organizadores?

Organizar o armário está associado diretamente aos inúmeros organizadores disponíveis no mercado. Mas não saia por aí comprando, sem planejamento. Colocar em ordem o espaço do guarda-roupa nem sempre requer muitos desses produtos.

Entretanto, para Lisboa, arrumar o guarda-roupa ou o closet sem adquirir qualquer organizador é difícil, a exemplo dos imprescindíveis cabides ou de um separador de meias para gaveta. Por isso, é importante separar as famílias das peças para identificar se precisa ou não de um organizador específico.

Dicas gerais

- Não escolha o cabide considerando somente o tipo de material. Sendo de madeira, de plástico resistente ou de aço encapado, o mais importante é saber se o utensílio suporta o peso da roupa sem quebrar ou deformar a peça. Ou seja, para uma roupa mais leve, um cabide fino é suficiente, mas para um terno é necessário um com sustentação, mais largo nas extremidades. Todavia, a constância  de material pode criar uma harmonia visual. Se possível, una as orientações: adapte um tipo de cabide à sua versão em determinado suporte.

- Caso não tenha uma sapateira, os calçados podem ser organizados dentro do guarda-roupa, em caixas de plástico, com furos para ventilação, ou em prateleiras. Se você vai planejar seu closet ou comprar um guarda-roupa novo, vale pesquisar os modelos que possuem prateleiras específicas para sapatos, mais baixas e móveis sobre corrediças, que facilitam o manuseio dos pares.

- Arrume em gavetas: meias, calcinhas, sutiãs, cuecas, roupas de ginástica e pijamas. Para as meias, calcinhas e cuecas, os organizadores, aqueles que dividem em nichos o espaço da gaveta, podendo ser de tecido ou acrílico, são recomendáveis. Mas atenção, antes de comprá-los, tenha em mãos as medidas da gaveta para adquirir um modelo compatível.

- Camisas, calças, saias, vestidos, casacos, ternos e blazers devem ser pendurados em cabides.  As bermudas, shorts, calças jeans e de moletom podem tanto ficarem suspensas em cabides quanto dobradas em prateleiras. Por sua vez, as malhas e tricôs devem ficar em prateleiras, dobrados, isso evita a deformação das peças.


- Camisetas podem ser dobradas e acomodadas em gavetas ou prateleiras, mas se houver espaço disponível, uma alternativa é colocá-las em cabides.

- Coloque os cintos em cabides ou enrolados um a um, em uma caixa baixa ou ainda em organizadores especiais dispostos em gavetas.

- As gravatas podem até ser guardadas em divisores de acrílico, dentro de gavetas, mas para evitar que fiquem muito amassadas, uma dica é organizá-las em cabides (existem no mercado modelos específicos para este uso).

- As prateleiras do armário são o melhor lugar para dispor as bolsas, organizadas por frequência de uso, tamanho ou cor. Caixas ventiladas, com transparência ou visor para facilitar a identificação, também são uma opção. Cuidado, porém, para evitar a deformação das unidades, respeitando a altura e largura necessárias para a armazenagem.

- As roupas de cama e de banho podem ser colocadas em prateleiras ou caixas de TNT (tecido não tecido), dentro do guarda-roupa. Essas caixas são úteis também para armazenar roupas que sejam menos usadas, por exemplo, durante o verão, arrume nelas as peças de inverno que podem ser dobradas.

 

Topo