Decoração de ambientes

Saiba como compor a mesa de Natal e adaptá-la para noite de Réveillon

Divulgação
Para as duas datas festivas, uma opção é escolher talheres de inox que são bonitos e de preço acessível imagem: Divulgação

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Recepcionar os amigos e familiares para as festas de fim de ano significa pensar em todos os detalhes para a preparação das ceias do Natal e/ou do Ano Novo. E na lista de tarefas do anfitrião está, além da elaboração dos sabores e aromas, a decoração das mesas.

Para auxiliá-lo na arrumação, o UOL Casa e Decoração reuniu dicas de como compor a mesa de Natal e adaptá-la para noite de Réveillon, sem complicação, reutilizando algumas peças e substituindo outras. Siga as dicas e encante seus convidados com os jantares festivos.

1.    Cores da composição

Existem cores que são bastante tradicionais para o Natal e o Ano Novo. Vermelho, verde, dourado, prata, azul e branco são tons associados à época natalina, enquanto branco, dourado e prata remetem à noite que marca a virada do ano. Portanto, usar composições clássicas é sempre uma boa alternativa. Opte, por exemplo, pelo duo vermelho e dourado no Natal e, no Réveillon, pela dupla branco e dourado.

Contudo, nada impede que você inove e use outras tonalidades como amarelo e alaranjado, seja para a composição de mesas mais tradicionais, seja para as despojadas. Mas atenção: deixe de lado cores muito escuras e fechadas, pois elas podem deixar o visual menos festivo e alegre.

  • Divulgação

    Na mesa decorada por Amelinha Amaro foram usados pratos de porcelana brancos

2.    Aparelhos de jantar

As louças brancas são as mais recomendadas, porque são fáceis de combinar com outros itens. Você pode usá-las nas duas datas, alterando somente as cores dos enfeites e complementos como os arranjos de flores e as argolas para os guardanapos.

Não se preocupe caso não tenha o número equivalente de pratos de um mesmo jogo em relação à quantidade de convidados. Você pode misturar dois conjuntos de jantar, desde que estabeleça uma regra de combinação: tom sobre tom ou um estampado e outro liso com a mesma cor predominante, por exemplo.  

Uma dica da decoradora Amelinha Amaro é fazer uma mesa posta tradicional (com lugares marcados) no Natal e para a noite de Ano Novo deixar a arrumação mais informal, empilhando os pratos sobre uma bandeja de prata ou inox, com "montinhos" em alturas diferentes que deem movimento à decoração.

3.    Taças e copos

Tanto para o Natal quanto para o Réveillon, dê lugar aos copos e taças "de festa" esquecidos no armário da cozinha ou na cristaleira. As taças de cristal oferecem um ar requintado à mesa posta, porém, copos estilosos de materiais menos nobres não deixam de garantir um serviço autêntico e belo.

Aliás, com os copos, é fácil brincar com as cores: todos de uma mesma cor - por exemplo, vermelho ou amarelo - arranjados com o jogo de pratos brancos de cerâmica ou porcelana. Ou, que tal, usar tons diferentes de um mesmo matiz: com o mesmo jogo de jantar branco, coordene taças em duas variações de azul (por exemplo a de vinho - tinto ou branco - e a de champanhe) a uma terceira incolor, que pode ser a de água?

Passo a passo: arranjo de flores natalino dá charme à decoração

  • Paulo Bau/ UOL

4.    Talheres

Para as duas ocasiões, o ideal é usar talheres (de servir e comer) de aço inox ou de prata, mais robustos. O faqueiro de inox é o mais comum, entretanto não deixa de “marcar presença” à mesa, além de combinar facilmente com uma ampla gama de suportes para servir, também, de inox ou feitos de louça. Por sua vez, os de prata garantem um resultado final mais sofisticado e seus parceiros ideais são baixelas de porcelana e prata.

5.    Suportes para servir

Em relação aos recipientes para servir, os feitos de inox, prata, cerâmica ou porcelana são indicados. Os cerâmica, em especial, são encontrados em modelos diversos e em diferentes cores. Mas lembre-se que qualquer que seja o matiz escolhido, ele deve estar adequado aos acessórios complementares à decoração da mesa (arranjos, guardanapos, toalhas...). Travessas de vidro temperado, em especial as amarelas, devem ser evitadas, bem como suportes de plástico ou acrílico. Eles são mais adequados a almoços informais e lanches.

Prepare a casa para as festas e receba bem os convidados

  • Lumi Mae/UOL

6.    Toalhas de mesa ou jogos americanos

As toalhas ou os jogos americanos brancos são clássicos e ficam bem em quaisquer das ceias. Mas se a intensão é empregar peças diferentes em cada jantar, a especialista em mesa posta e organização de eventos sociais e corporativos, Lú Martinez, indica, para o Natal, o uso de uma toalha vermelha, combinada a guardanapos vermelhos ou brancos, e, para o Ano Novo, uma toalha branca de tecido mais encorpado ou de linho em um tom pastel.

7.    Guardanapos e argolas

Os tipos de guardanapos podem variar nos dois jantares festivos de acordo com as cores adotadas para cada mesa posta. Contudo, sempre prefira os de tecido, porque são mais elegantes e adequados às ocasiões.

Os guardanapos de tecido são comercializados em cores e estampas diversas que ficam bem se colocadas com o jogo de jantar branco. Nesse caso, incorpore à decoração arranjos florais da mesma tonalidade do guardanapo ou faça uma composição de cores que seja harmoniosa, usando como base a cor predominante na fazenda do adereço.

Para a mesa de Natal, use, por exemplo, uma cor básica como o vermelho ou verde (sempre combinando com a cor da toalha), e, no Ano Novo, opte pelo guardanapo branco (que pode ou não ser bordado ou ter detalhes delicados em outros tons).

As argolas para guardanapos - como as de prata ou as feitas com miçangas - dão charme à mesa. No clima do “faça você mesmo”, a arquiteta Flávia Machado sugere criar uma argola feita com fita de cetim. Para arrematar, cole - usando a cola quente - um anis-estrelado à fita.

8.    Souplasts

Suportes colocados embaixo dos pratos, os souplasts são itens decorativos e complementares, usados para que o prato não seja colocado diretamente sobre a toalha ou jogo americano.

Para uma combinação sem erros, invista naqueles feitos de prata (ou com acabamento prateado) que podem servir tanto ao jantar de Natal, quanto ao de Ano Novo. Se optar por um modelo com textura ou cor, prefira combiná-lo à louça neutra. Mais uma vez, aqui, o branco entra como coringa.

9.    Arranjos de mesa

Os arranjos de mesa fazem toda a diferença na decoração e são capazes de alterar a atmosfera do jantar, por isso, pense em diferentes ideias para cada ceia. Por exemplo, um centro de mesa de madeira ou vidro, com uma fita amarrada ao seu contorno, pode receber bolas prateadas ou douradas e ser usado em uma das ocasiões. Na outra, substitua as bolas e acrescente ramos de flores.

Para os arranjos florais, sempre use flores naturais e as combine-as com a cor principal da decoração. Na mesa de Natal, com os guardanapos vermelhos, escolha flores nesse tom aliadas ao verdes. No Réveillon, opções brancas com folhagens são ótimas pedidas, mas se preferir uma mesa mais arrojada, invista em cores fortes e de acordo com o simbolismo desejado para o Ano Novo (por exemplo, amarelo = dinheiro, vermelho = paixão).

  • Flávia Machado/Divulgação

    Os castiçais feitos pela arquiteta Flávia Machado para a decoração de Natal do restaurante Le Manjue

Uma dica para uma decoração mais despojada: compre na floricultura as flores em vasinhos de plástico e decore-os você mesmo, envolvendo os recipientes em tecidos de juta, presos com laços vermelhos ou dourados.

Os arranjos não devem ultrapassar a altura de 20 centímetros, para não atrapalhar a visão e a conversa dos convidados sentados à mesa.

10.    Velas

As velas podem ser utilizadas nos jantares, mas nunca em datas festivas durante o dia. Para acomodá-las existem os castiçais tradicionais de vidro ou cristal. Exemplares de metal também podem ser utilizados.

Para não errar, o limite superior da vela aliada ao castiçal deve estar mais alto ou mais baixo que a altura os olhos dos convidados sentados à mesa. Nunca utilize velas aromáticas, porque os cheiros podem se misturar aos aromas das refeições oferecidas.

Caso não tenha castiçais, improvise com copinhos do tipo bico de jaca ou mesmo os comuns copos americanos e preencha-os com um pouco de sal grosso. Sobre a “cama” de sal, apoie a vela. Finalize com ramos de alecrim, presos na parte de fora do copo por uma fita (veja exemplo na foto acima). Caso a vela seja fina, inverta a ordem da composição, pingando primeiro algumas gotas de cera para "colar" a vela ao copo e, só depois, arremate com um pouco de sal grosso.  Não deixe a vela ultrapassar a altura da borda do recipiente, assim o resultado é mais requintado.

Topo