Construção e reforma

Limpeza das calhas deve ser regular para evitar problemas no imóvel

Getty Images
A limpeza regular das calhas e dos tubos condutores permite o escoamento eficaz da água das chuvas imagem: Getty Images

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Folhas, pequenos galhos, areia, saquinhos plásticos e outros detritos, trazidos pela ação do vento, podem ser depositados sobre as calhas e no interior dos tubos condutores do telhado de sua casa. Nada inocentes, esses resíduos, com o decorrer do tempo, obstruem as canaletas e dificultam o escoamento da água das chuvas.

Em consequência, o volume pluvial retido na calha pode comprometer a estrutura, por conta do peso da água, ou ainda extravasar o duto e atingir forros e lajes, gerando problemas sérios, como infiltrações, no imóvel. Por isso, a limpeza regular dos condutores do telhado é aconselhável e necessária.

TEMPORADA DE CHUVAS AGRAVA INFILTRAÇÕES, AJA COM RAPIDEZ

  • Isadora Brant/Folhapress

De modo geral, é importante observar o estado das calhas e checar se há um acúmulo considerável de sujeira a cada seis meses. No entanto, a periodicidade varia conforme a localização da residência. Por exemplo, nas casas que estão próximas a árvores de grande porte ou a edifícios, o sistema de drenagem deve ser limpo com maior frequência. Isso porque, a incidência de folhas e detritos eventualmente jogados pelos moradores do prédio tendem a entupir com mais rapidez os dutos. 

Quem faz a limpeza?

Em muitos casos, é preciso subir no telhado para realizar a limpeza das calhas e dos tubos condutores. Em situações como essa, uma empresa ou profissional especializado deve ser contratado, porque o serviço demanda equipamentos de proteção individual adequados e requer uma série de procedimentos de segurança.

Por sua vez, quando a calha pode ser acessada pelo lado externo da casa, sem demandar a passagem pelo telhado, a manutenção pode até ser executada pelo morador, desde que o uso da escada seja seguro. Dois dos principais fatores a serem considerados são a altura e a proximidade entre a calha e a rede elétrica, bem como a possibilidade de apoio firme da escada e o uso de sapatos com solado aderente e luvas. Outra recomendação é nunca fazer a lavagem dos dutos em dias chuvosos, para evitar choques elétricos, acidentes envolvendo a queda de raios e, mesmo, escorregões.

Dimensione o escoamento para que a água não acumule na laje

  • Getty Images

Calhas desobstruídas

Certo de que a limpeza será feita de maneira segura, comece a manutenção pela retirada manual das folhas e outros resíduos sólidos das calhas - uma pá pode ser usada para auxiliar. O trabalho deve ser feito sempre com as mãos protegidas por luvas grossas, para evitar que as partes cortantes do duto causem ferimentos.

Após extrair tais detritos das canaletas, os tubos condutores devem ser limpos com o uso de hastes de limpeza ou desentupidores, vendidos em lojas de materiais de construção ou de utilidades domésticas. Em seguida, todo o sistema de drenagem deverá ser lavado para a remoção das sujeiras mais finas. O ideal é lavar a calha com jatos d’água sob alta pressão, para que os tubos condutores sejam higienizados até a captação, que levará a água para a rua.

Fontes: Eduardo Luiz de Oliveira, docente do Departamento de Engenharia Civil da Unesp de Bauru e Flavio Figueiredo, engenheiro civil e diretor de Figueiredo & Associados

Cuide do telhado e não tenha dor de cabeça com as chuvas

  • Getty Images

    A durabilidade do telhado varia de 15 a 40 anos se for bem instalado e tiver boa manutenção

Topo