Casa e decoração

Varanda gourmet: vale a pena ter o espaço? Arquitetos e moradores opinam

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

As varandas gourmet estão na moda e fazem parte de quase todos os apartamentos grandes, de alto padrão, e de muitos imóveis compactos. Mas será que esse espaço é realmente útil? Vale a pena ter esse tipo de área de lazer em casa? O UOL Casa e Decoração conversou com arquitetos sobre essas questões e traz depoimentos tanto de moradores que possuem o ambiente gourmet, quanto dos que resolveram dar um novo uso à sacada. E você, tem (ou teria) uma varanda gourmet? Usa (ou acha que usaria) bastante a sua? Deixe sua opinião nos comentários.

Varanda gourmet: vale a pena?

“Escolhi ter uma varanda gourmet, porque gosto muito de receber os amigos”, diz Luciane de Souza Siqueira, proprietária de um apartamento na zona sul de São Paulo. Para ela, o local é confortável, prático e intimista, o que o torna muito funcional.

Varanda gourmet: você usa a sua?

Resultado parcial

Total de votos
Total de votos

Embora a varanda gourmet seja uma exigência de quase 100% de seus clientes, o arquiteto Ricardo Abreu Borges conta que indica esse tipo de área apenas para quem utilizará realmente o espaço, como Luciane. “No dia-a-dia, muitas vezes, a varanda acaba sendo pouco usada. Nesses casos, o melhor é aproveitá-la para outro fim”, diz Borges.

A arquiteta Duda Senna também recomenda o investimento somente para quem recebe visitas frequentemente e gostaria de ter um espaço de lazer dentro de sua própria casa. Como para a advogada Luiza Sato, que teve diminuída a metragem interna de seu apartamento, a fim de implantar sua varanda gourmet. Ela queria mais espaço para o entretenimento doméstico: “Uso bastante o ambiente para receber amigos, fazer churrascos e, ainda, praticar jardinagem”, diz Luiza, dona de um imóvel no bairro Vila Mariana, em São Paulo.

Por que ter varanda gourmet?

  • Curte receber e cozinhar para visitas

    O ambiente é perfeito para quem gosta de reunir amigos e familiares para programas gourmet, sem precisar ficar dentro da cozinha enquanto os convidados aguardam na sala. Ótima alternativa para pessoas que moravam em casa e mudaram para um apartamento, mas que não querem abandonar esse costume de receber visitas para comes e bebes "do lado de fora".

  • Adora um churrasco

    Para quem curte preparar um churrasco nos finais de semana, o espaço é uma boa opção, porque evita que o morador recorra à área da churrasqueira do prédio e, em consequência, algumas normas dessas áreas comuns como pagar taxas e reservar datas.

  • Quer privacidade ao receber

    O morador pode receber um número maior de amigos e familiares para ocasiões festivas na privacidade do seu lar e a hora que quiser, sem precisar utilizar às áreas comuns do edifício como churrasqueiras e salão de festas.

Fonte: Amadeu + Castro Arquitetura; Casa 2 Arquitetos; Duda Senna, arquiteta; Maurício Karam, arquiteto e Ricardo Abreu Borges, arquiteto.

Quando dispensar o gourmet?

Agora se você não é como Luciane ou Luiza e não gosta muito de cozinhar e/ou raramente recebe visitas, o melhor é abrir mão da modinha e usar os preciosos metros quadrados da varanda para outro fim. Pense: com uma reformulação do espaço projetada por um profissional habilitado, a sacada pode ganhar novos usos que melhor se encaixem ao seu perfil ou ser, apenas, um local arejado para o descanso e a contemplação.

Mariana Orsi/ Sérgio Israel/ Divulgação
Varandas sem gourmet criadas por Casa 2 Arquitetos (à esq.) e Maurício Karam (à dir.) imagem: Mariana Orsi/ Sérgio Israel/ Divulgação

Uma cliente do escritório Casa 2 Arquitetos levou essas questões em conta e fez de sua varanda uma continuação do estar, com um sofá para descansar e uma lareira que torna o ambiente agradável em dias mais frios.  Para a moradora, que tem um apê no centro da capital paulista, a área gourmet seria usada esporadicamente. Com a mudança, ela conseguiu uma sala bem mais espaçosa e melhor aproveitada.

A proprietária de um imóvel projetado pelo arquiteto Maurício Karam também optou por dar uma cara "de estar" à sua varanda, porque nem ela, nem o marido gostam muito de cozinhar. O espaço tem um sofá, uma poltrona, uma mesa com quatro cadeiras e um piano. Segundo a moradora, apartamentos dão, às vezes, a sensação de aprisionamento. E a varanda é o ponto onde se curte a paisagem, a brisa e se recebe visitas para um bate-papo.

Topo