Casa e decoração

Flores da estação barateiam custos do casamento, mas requerem cuidados

Simone Sayegh

Colaboração para o UOL, de São Paulo

A primavera oferece uma infinidade de opções de flores para a decoração de casamentos, mas há aquelas preferidas pela baixa manutenção e alta resistência. São espécies que vão do delicado ao exuberante, como gérberas, alstroemérias e lírios que, por não demandarem estufas e recursos artificiais extras para crescerem sadias e bonitas, têm queda no preço, independentemente da cor escolhida.

Outro ponto a favor da queda nos custos é aumento na oferta e a diminuição da distância entre produtor e consumidor. Esses dois fatores reduzem de maneira significativa o valor do frete e impactam no preço final da flor. No entanto, sempre há variações dadas pela qualidade das plantas e tamanho das unidades.

Cada casório, um estilo

As combinações entre flores dependem do gosto de cada noiva e dos decoradores contratados. Alguns não misturam flores tropicais com as mais delicadas. Muitos se utilizam de macetes para baixar o custo final, como fazer uso de materiais reutilizáveis, por exemplo galhos secos, ou adotam versões menos trabalhosas de arranjos, como os que empregam flores únicas, de caules longos, em vasos esguios.

Para a primavera-verão 2015/2016, o “boho-chic”, que combina elementos simples, antigos e artesanais permanece em alta. O segredo deste estilo é fazer uma boa mistura de base com flores campestres e incluir algumas espécies nobres, como orquídeas e rosas. Outra sugestão é mesclar os tons pastel de variedades “em conta” como o agapanto e as hortênsias com contrapontos em cores vivas e alegres, como o coral, o índigo e o verde, a fim de criar decorações românticas que nunca saem de moda.

Cuidados extras

Independentemente da variedade eleita, o uso de flores na primavera ou verão é bem diferente do que nos dias frios. O calor desgasta pétalas e caules e, por isso, evitar flores muito delicadas sob sol forte e garantir a boa hidratação das unidades é imprescindível. Hortênsias, tulipas, ranúnculos e angélicas merecem atenção extra! Alguns decoradores ainda sugerem a substituição da famosa espuma floral por arranjos montados diretamente na água, para flores mais hidratadas, duráveis e frescas.

Fontes: Monique Bourganos, florista; Maria do Carmo e Carla Campos, da Flor & Forma; Bia Sandoval e Sandra Daniel, decoradoras; Suzana Milman, d’A Florisbela; Villa Bisutti.

Topo