Casa e decoração

Dá pra ter cão grande em apartamento, é só criar uma rotina

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

Cachorros de grande porte podem viver saudáveis e felizes em apartamentos, apesar da limitação de espaço. Para o especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, o “Dr. Pet”, é possível ter um cão grande em um imóvel pequeno, desde que seu dono respeite a natureza do animal para o bicho se adapte bem ao espaço. A veterinária e mestre em comportamento animal pela Universidade de São Paulo (USP), Carolina Rocha, concorda e afirma que uma moradia compacta não é um limitador para quem deseja ter um amigo canino grandalhão. “É preciso apenas seguir alguns cuidados para a criação do cão”, defende.

Mantenha uma rotina de exercícios

A frequência e intensidade ideais dos passeios dependem do nível de atividade do cachorro e variam individualmente. Mas, de modo geral, um animal saudável de grande porte precisa de caminhadas mais vigorosas duas vezes por dia, com duração de 45 minutos (cada), podendo incluir ou não corridas intercaladas. Uma alternativa para quem não dispõe desse tempo no dia a dia é contratar um passeador ou matricular o bicho em uma creche para pets, onde ele poderá brincar e se exercitar.

Getty Images
Cães grandes precisam de passeios pelo menos duas vezes ao dia imagem: Getty Images

Enriqueça o ambiente com brinquedos

Além dos passeios, é essencial 'enriquecer' o ambiente para os momentos em que o cão estiver sozinho no apartamento. “Tenha objetos para que o cachorro possa brincar e se distrair, evitando assim a destruição de móveis e outros problemas decorrentes do tédio e da ansiedade”, alerta Alexandre Rossi. Cachorros grandes podem facilmente engolir alguns brinquedos, por isso, opte sempre por aqueles que sejam resistentes e adequados ao tamanho do seu animal e sempre (!) supervisione as interações iniciais.

Eduque-o

“É importante pensar, principalmente se o cão ainda é filhote, o que você não gostaria que ele fizesse quando atingir 30 ou 40 quilos. Pense em alguns exemplos como pular no sofá ou no seu colo quando você está comendo à mesa”, alerta o Dr. Pet. Além disso, lembre-se que um cachorro de grande porte alcança vários locais sem muito esforço. Por essas e outras, para uma boa convivência, invista no adestramento do animal desde cedo.

Adapte o espaço para o cão

Os cães grandes são naturalmente estabanados nas brincadeiras e podem derrubar objetos ao balançar o rabo ou dar um salto um pouco mais vigoroso, por esses motivos, atente-se às decorações em locais baixos ou instáveis. É melhor, por exemplo, não deixar aquele vaso bonito e fininho na mesinha lateral. Na ambientação do apartamento, evite peças de vidro, dê preferência a móveis mais resistentes às possíveis mordidas e unhadas do bicho e opte por um chão mais poroso. “Os cachorros grandões têm propensão a problemas articulares e eles podem escorregar em pisos muito lisos”, explica a veterinária Carolina Rocha.

Use mais tapetes higiênicos

A sacada ou lavanderia são os locais mais comuns escolhidos para o cão fazer suas necessidades, porque são, de modo geral, bem ventilados, de fácil higienização e não obstruem a passagem. No espaço, coloque no mínimo três tapetes higiênicos ou folhas de jornal que devem ser trocadas com frequência, pois o volume de urina e fezes é maior. Com relação ao pote de água, o recomendado é colocar sob o utensílio uma superfície absorvente, pois os cachorros de grande porte costumam babar mais. A caminha deve ficar em um cômodo de convívio familiar (eles gostam ficar perto dos donos!), com espaço confortável o suficiente para possibilitar as espreguiçadas e os diversos posicionamentos durante o sono. E, para a segurança do seu bicho, não esqueça de instalar telas de proteção em todas as janelas.

Consulte seu condomínio

Dica extra: verifique se seu edifício tem regras ou restrições a respeito dos animais de estimação, em especial, os de grande porte. Alguns condomínios, por exemplo, podem exigir o uso de focinheira dentro das áreas comuns do prédio. Nesse caso, se possível, acostume o cão com o equipamento desde filhote.

Topo