Construção e reforma

Cálculos simples ajudam a colocar na ponta do lápis quanta tinta comprar

Getty Images

Juliana Nakamura

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Pintar as paredes ainda é uma das opções mais baratas para o acabamento de uma construção. Mas o rendimento das tintas varia em função da marca, do tipo (PVA, acrílica, látex etc.), da porosidade da superfície e da quantidade de demãos.

Para saber quanta tinta será necessária, comece calculando a área a ser pintada (altura x largura), descontando os vãos, como portas e janelas, quando eles estiverem presentes.

Quanta tinta?

Para saber o consumo de galões ou latas, siga a seguinte equação: multiplique o valor da área (m²) pelo número de demãos e, em seguida, divida este montante pelo rendimento da tinta (informado na embalagem do produto). O material é vendido, comumente, em galões (3,6 l); galõezinhos de 1/4 (0,9 l) e latas (18 l).

Para não ser surpreendido, o recomendável é considerar, pelo menos, duas demãos. Mas este número de camadas sobe, por exemplo, se a cor da tinta for escura. Também é necessário considerar um pouco de material extra para os retoques e recortes (acabamento dado em quinas e junções da parede). Como referência, uma lata de 18 litros de tinta acrílica pode render entre 120 m² e 150 m² (aplicando duas demãos).

Dica extra: para cores preparadas em misturadores é importante incluir na conta uma sobra de pelo menos 10% de material. O cuidado se dá porque, embora seja possível manter o histórico da fabricação da tinta, é difícil garantir a tonalidade em um eventual novo lote. 

Fontes: Angela Ishibashi, arquiteta; C&C - Casa & Construção; José Cláudio Falchi, arquiteto, sócio do Falchi Arquitetura; Luís Nishi, arquiteto dos escritórios Laka Decora e JDVD; Marcos Biarari, arquiteto, sócio do escritório Biarari & Rodrigues.

Topo