Casa e decoração

Apê dos anos 70 tem decoração masculina e é quase uma "galeria de arte"

Giovanny Gerolla

Colaboração para o UOL, em São Paulo

O arquiteto paranaense Marcos Bertoldi pensa seu trabalho como uma forma de diálogo, uma oportunidade de misturar o moderno e o contemporâneo. “É como se a obra final fosse algo que pudesse ser lida a partir de uma soma das soluções apresentadas para cada móvel, obra de arte ou objeto”, resume.

Sua residência, no Itaim-Bibi, em São Paulo, reflete muito bem essa ideia: a primeira “peça da coleção” é o edifício projetado por Abraão Sanovicz nos anos 70. Ele exibe estrutura regular de concreto aparente, com janelas-fita e peitoris alongados entre pilares que avançam em relação ao volume da fachada.

Em seu apartamento, com 122 m², o arquiteto derrubou uma única parede, que separava um quarto de empregada, incorporado à nova sala de estar em T. No geral, a planta original foi mantida, mas agora é mais bem iluminada e tem ventilação cruzada mais eficiente.

Outra medida adotada na reforma foi a remoção da pintura das vigas e dos pilares, para que, na mesma linha da arquitetura da fachada, os elementos estruturais ganhassem destaque. Revestidos de verniz, os volumes apresentam veios herdados da madeira usada, há mais de quatro décadas, como forma para a concretagem.

Tela em branco

Pisos e paredes são totalmente brancos e criam um fundo “quase infinito”, próprio para o destaque de cores, formas e estilos dos muitos objetos de design e das obras de arte. “Não se trata de ter em casa peças de grife, mas sim todo o raciocínio lógico, técnico e artístico por trás de cada item acrescentado ao projeto de interiores”, defende Bertoldi.

Seu apê em São Paulo é quase uma galeria: “A união do design com a arquitetura é fundamental para melhor compreendermos as demandas funcionais, estéticas e culturais do nosso tempo”, diz. São essas peças, escolhidas a dedo, que sublinham e reforçam a arquitetura, ampliando e enriquecendo a leitura do projeto.

Na morada, o ambiente denso de informação resulta, porém, em uma combinação muito leve, atraente e confortável para os olhos e para o corpo. Em outras palavras, uma "coisa de grife": um luxo.

Ficha técnica

Apê Itaim, São Paulo (SP)

Projeto de Marcos Bertoldi Arquitetos

Detalhes do projeto
  • Área Construída 122 m²
  • Início do Projeto 1972 (edifício)
  • Conclusão da Obra 2013 (reforma)
  • Projeto Marcos Bertoldi Arquitetos
  • Projeto de Arquitetura Abraão Sanovicz (arquitetura) e Marcos Bertoldi (reforma)
  • Projeto de Decoração Marcos Bertoldi
  • Projeto Luminotécnico Marcos Bertoldi
Topo