Casas

Casa de praia com 1.200 m² tem ambientes integrados e foge das referências litorâneas

Daiana Dalfito

Do UOL, em São Paulo

A casa de praia em Tabatinga, litoral de São Paulo, tem uma conformação mais urbana do que é comum ver na faixa litorânea. Projetada pela arquiteta Selma Tammaro, a construção toma 1.200 dos 1.600 m² do terreno e se ergue, majestosa, em dois pisos com linhas retas, porém clássicas, assistidas por uma área subterrânea que abriga as garagens. Todavia, o maciço não destoa do entorno dominado pelo mar, alinhando-se ao vale montanhoso. “A paisagem foi parte importante na concepção do projeto”, salienta a arquiteta.

Pensada para uma família numerosa e que gosta de receber com conforto, a construção conta com amplas áreas de lazer integradas e acomodações confortáveis: são cinco suítes no piso superior, quatro quartos no térreo, excetuando-se os dormitórios de empregados.

“A proposta foi deixar a família no andar superior a fim de manter a privacidade dos moradores. Como têm filhos ainda pequenos, os donos da residência optaram por ter uma área de lazer próxima aos quartos das crianças”, explica Tammaro.

O desenho e a argamassa

Assim como horizontalmente a casa não se anula, o pé direito alto faz com que o arejamento seja farto através de janelões e portas corrediças. Por conta da maresia, as ferragens e esquadrias são feitas de materiais resistentes e as pedras, "seladas": para portas e janelas, alumínio finalizado com pintura eletrostática na cor branca. Os pisos receberam tratamento impermeabilizante e os guarda-corpos são todos em aço inox 316 (que não contém liga de ferro).

  • Gui Morelli/ Divulgação

    Em azul, branco e marrom, a suíte máster da Casa Tabatinga é pouco mobiliada, mas confortável

Como está no limite do continente, a fundação foi feita sobre a areia - uma base frágil – e exigiu o apoio em sapatas corridas, com troca de solo em apenas dois locais. No revestimento de piso, quase todos os cômodos – exceto cozinha, onde foi instalado mármore composto (cerca de 90% quartzo e 10% resinas sintéticas) – receberam mármore branco.

Por sua vez, a área externa junto à piscina, teve a pedra nobre “trocada” em cor e veios, para o do travertino romano. Enquanto a faixa molhada – a chamada prainha – recebeu acabamento em mármore azul no formato “anticato” que, ao atingir águas mais profundas, é substituído por pastilhas de vidro.

Urbana, mas nem tanto

A arquiteta cuidou para que, da casa, não fosse eximido o ar praiano por completo. O mármore apicoado no piso e a fina textura das paredes remetem à infinidade de grãos de areia, logo ali, há poucos passos da morada. Além deles, motivos praianos como corais e conchas salpicam os ambientes e a borda infinita da piscina se une virtualmente ao mar.

“Cuidamos para que os móveis, assim como a estrutura, não sofressem tanto com a ação do clima. Portanto, os tecidos dos móveis externos são apropriados para resistir às intempéries e as estruturas são de alumínio e fibra”, destaca Tammaro. O resultado é a convivência harmônica de confortos da cidade grande e o despojamento beira-mar.

Ficha técnica

Casa Tabatinga, Praia de Tabatinga (SP)

Projeto de Tammaro Arquitetura

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 1.200 m²
  • Área Construída 1.600 m²
  • Início do Projeto 2006
  • Conclusão da Obra 2008
  • Projeto Selma Tammaro
  • Colaboradores Flora Paraty - Paisagismo
  • Projeto de Arquitetura Selma Tammaro
  • Projeto de Decoração Selma Tammaro
  • Projeto de Paisagismo Selma Tammaro
  • Projeto de Fundação Ricardo Yazigi
  • Construção Mendes Moreira Empreiteira e Tammaro Arquitetura
  • Projeto de Instalações Elétricas Iradim
  • Projeto Luminotécnico Fabio Novaes - Unilight
Topo