Casas

Casa-dupla em Tóquio é elaborada como origami, mas se aproveita do simples

Giovanny Gerolla

Do UOL, em São Paulo

Linhas retas, num trapézio japonês. Tsuyoshi Ando brinca com arquitetura como quem faz origamis: elabora tamanhos, raciocina em ângulos, prevê superfícies de luz e sombras para formar desenhos que compõem com materiais e texturas. E assim nasce a NA House, em Tóquio. O projeto é completo e bem executado, mas impressiona mais por sua elegância, através  da emergente lógica complexa e introspectiva em busca do que é mais simples e contemplativo na natureza do mundo.

“A NA foi construída de frente para uma faixa de bosque, onde estão plantadas árvores sazonais: uma cerejeira cor-de-rosa floresce cedo na primavera, ao lado de uma árvore "dogwood" americana, que também dá flores rosa, porém mais encarnadas; quando é verão. Há também as murtas que florescem vermelhas e intensas como o sol”, descreve o arquiteto. Para Ando, porém, essa não é uma descrição que se refere apenas à paisagem, ela se aplica à própria essência de sua arquitetura.

A residência, feita para um casal e para a mãe de um deles, tem três andares: um térreo - com sala, quarto, cozinha e banheiro - e um primeiro pavimento, que repete esses mesmos cômodos. O segundo e último piso possui uma área livre de convivência, com mezanino e terraço externo de cobertura.

A fachada exibe algumas aberturas que “fitam” o bosque. As janelas estão dispostas de forma estratégica, a buscar tipos específicos de flores. Altura, posição e tamanho são pensados para apreciar a paisagem de dentro da casa. As janelas também servem como pontos de captação da luz solar, para iluminação natural.

Com estrutura de madeira – inclusive na cobertura inclinada -, a NA House tem grande átrio central, aberto e profundo, que se estende de uma claraboia no topo do segundo pavimento ao térreo, distribuindo luz a todos os ambientes da casa, em todas as direções.

Porém, o nível de introspecção matemática para o desenvolvimento do projeto vai muito além do que a “modesta” arquitetura aparente deixa transparecer. A beleza do trabalho de Tsuyoshi Ando está exatamente em tratar e traduzir na construção a contemplação pura e simples do mundo, a partir de uma complexidade não revelada, pouco óbvia, nada rebuscada. É uma arquitetura que quer construir qualidade de vida, internalizando o que há de mais próximo, humano e natural em seu entorno.

Ficha técnica

NA House, Tóquio, Japão

Projeto de Tsuyoshi Ando

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 103 m²
  • Área Construída 120 m²
  • Conclusão da Obra 2011
  • Projeto Tsuyoshi Ando
  • Equipe Tsuyoshi Ando / Airscape Architects Studio
  • Projeto Estrutural - Concreto T&A Associate
Topo