Casa e decoração

Casa no Guarujá foge ao padrão praia com ambientes luxuosos e clássicos

Giovanny Gerolla

Colaboração para o UOL, de São Paulo

Não era para a casa Acapulco ter uma “pegada” litorânea: não se desejavam ambientes coloridos, “off-white”” ou beges. A morada também não abrigaria tapetes. Seu destino era ser clássica e “clean”, com materiais e objetos muito resistentes à maresia, embora seu conceito devesse ser “o de uma casa para todo lugar”, mesmo que estivesse no litoral paulista.

Mas fugir do praiano também significava, neste caso, se apropriar do luxo típico das residências urbanas. A casa não devia parecer uma simples estação de férias. "Tivemos de equacionar soluções que trouxessem materiais bons e duráveis e que ao mesmo tempo fossem sofisticados e bonitos", resume a designer Bianka Mugnatto.

Mugnatto não só valorizou o pé-direito duplo da casa, com 6,50 m, como investiu em uma marcenaria milimetricamente pensada para cada ambiente. Segundo a projetista, há um equilíbrio perfeito entre as dimensões, o clássico e o contemporâneo e das texturas, proporcionando estabilidade ao uso dos espaços.

Com predomínio do branco, os ambientes atemporais são, sempre que possível, integrados, favorecendo a interação da família e de seus hóspedes. Para os proprietários, não há felicidade maior do que usufruir da casa sempre cheia de amigos que, diante de tanto conforto e funcionalidade, podem ser recebidos em ambientes personalizados que tornam a arquitetura de Jair Silva ainda mais exuberante.

Ficha técnica

Casa Acapulco, Litoral de São Paulo

Projeto de Bianka Mugnatto (interiores)

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 1.380 m²
  • Área Construída 1.575 m²
  • Conclusão da Obra 2014
  • Projeto Bianka Mugnatto, do escritório Interart Interiores
  • Projeto de Arquitetura Jair Silva
  • Projeto de Decoração Bianka Mugnatto
  • Construção Lico
  • Projeto de Instalações Elétricas : Instaladora Elétrica e Hidraulica Jupiter
  • Projeto Luminotécnico Scene Light Design
Topo