Casas

Casa surpreendente, aberta para o mar, resulta de terreno em declive e estrutura complexa

O lote destinado à casa, de 55 m x 16 m, de frente para o mar, em um morro da Praia do Tenório, em Ubatuba, litoral norte paulista, apresentava questões muito peculiares. Além da topografia difícil - com inclinação de 50%, alcançando o nível da rua 28 m acima -, o terreno tinha o solo e sua vegetação de Mata Atlântica protegidos por legislação ambiental.

Essas questões, segundo Angelo Bucci, determinaram a estratégia do projeto, de construir a casa aberta para o mar e suspensa, tocando o solo em apenas alguns pontos. Inteiramente construída com concreto armado, a estrutura da casa é composta por três gigantescos pilares, com diâmetros de 70 cm a um metro - únicos elementos que tocam o solo -, que sustentam um conjunto de quatro vigas na cobertura.

Nessas vigas foram penduradas, em tirantes, as lajes de pequena espessura dos três volumes independentes que compõem a casa. A concretagem dos pilares, feita com fôrmas deslizantes, reduziu o uso de escoramento e minimizou o impacto ambiental. Com lajes delgadas e penduradas, e ainda arranjos variados de níveis, o projeto possibilitou a vista para o mar de todos os ambientes da casa.

Três blocos ligados por passarelas

Destinado a atender as necessidades de um casal com filhos adultos, o programa foi organizado em três volumes independentes, cada um com dois pisos e cobertura.

O bloco mais próximo da praia é ocupado pelo apartamento do casal (no piso mais baixo). No alto, a varanda-mirante permite acesso ao interior da casa, por escadas. Há uma diferença de meio nível entre a laje desse bloco frontal e a laje do bloco do meio, onde estão os dormitórios dos filhos na parte mais baixa, e o ambiente que reúne estar, jantar e cozinha, mais alto.

O volume mais próximo da rua e da garagem é ocupado pelo apartamento de hóspedes e área de churrasqueira, separados por meio nível. Sob o piso da garagem e da piscina foram projetados espaços para depósitos e serviços.

Acesso pela cobertura-terraço

Executado na cota superior, o acesso pela rua se dá por uma passarela que se conecta ao terraço, com espelhos d’água, deck e piscina. Contornando essa área de lazer, chega-se, por escadas, à grande varanda-mirante de frente para o mar, e ao interior da casa. Uma das quatro vigas da cobertura constitui a piscina, apoiada num único pilar, e aberta em duas partes que formam um V.

Concreto, madeira e vidro são os elementos básicos de fechamento da construção. O metal é usado apenas nos guarda-corpos e corrimões. Os ambientes internos foram protegidos do excesso de luminosidade por brises de madeira em painéis deslizantes.

Grandes painéis de vidro temperado, sem caixilho, possibilitam a continuidade espacial e a vista para o mar. Em alguns ambientes, ao invés de vidro transparente, foi empregado vidro serigrafado branco, também sem caixilho.

As paredes externas foram executadas com concreto e servem como travamento da própria estrutura. Nas paredes internas foram usados blocos de concreto convencional, pintados de branco. O piso da casa é totalmente revestido de pastilhas cerâmicas, de 2,5 cm x 2,5 cm. (Éride Moura, colaboração para o UOL)

Ficha técnica

Casa em Ubatuba, Ubatuba (SP)

Projeto de SPBR Arquitetos

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 887,50 m²
  • Área Construída 346,20 m²
  • Início do Projeto 2005/2006
  • Conclusão da Obra 2009
  • Projeto SPBR Arquitetos - Angelo Bucci
  • Colaboradores Ciro Miguel, Juliana Braga, João Paulo Meirelles de Faria, Flávia Parodi Costa, Tatiana Ozzetti, Lucas Nobre, Nilton Suenaga
  • Projeto de Paisagismo Raul Pereira Paisagismo
  • Projeto Estrutural - Concreto Ibsen Puleo Uvo
  • Construção Alexsandro Bremenkamp, Theobaldo Bremenkamp
  • Projeto de Instalações Elétricas Hunter Pelton Engenharia
  • Projeto Luminotécnico Ricardo Heder
Topo