Últimas de Estilo de vida

Casa tem pé-direito com sete metros, espaço 'de sobra' e decoração descolada

Ledy Valporto Leal

Do UOL, em São Paulo

A LA House, projetada pelo Studio Guilherme Torres, surgiu de uma desistência: os futuros moradores – um casal de meia idade – pediram para o arquiteto um projeto de uma casa com mais de mil metros quadrados que estava em processo de construção, quando decidiram “morar menor”. Então, um novo projeto, em outro terreno e a partir de conceitos diferentes, foi iniciado. Agora as diretrizes seriam: “a simplicidade ao morar”, os ambientes integrados e o pé-direito alto.

Situada num condomínio em Londrina (PR), a LA House está implantada em um terreno com 1.300 m² e características limitadoras. “Trata-se de um trapézio, com grande área de frente e fundo muito pequeno. Por isso, só aproveitamos cerca de 300 m² da área”, explica o arquiteto Guilherme Torres. O lado positivo da topografia irregular era o declive que foi aproveitado para a implantação do subsolo da construção, que abriga a garagem e o setor de serviços.

Alma de loft

“Apesar dos três pavimentos, a casa é, na verdade, um loft”, declara Torres. Se levarmos em conta o pé-direito de sete metros, de fato, há semelhança com este tipo de morada. Na LA House tal altura é o ‘facilitador’ da composição das portas longilíneas e pivotantes da entrada. Com fechamento em vidro, estas aberturas fazem a integração entre exterior e interior tão desejada pelos moradores. O térreo guarda um living espaçoso que acomoda estar, home theater, sala de jantar e cozinha.

Em meio à área social, uma parede solteira oculta a escada que conduz ao pavimento superior reservado à ala íntima: uma suíte para hóspedes, outra para a filha do proprietário que o visita com frequência, e a suíte do casal, onde uma parede de vidro permite visualizar o living e vice-versa. O hall formado junto à escada funciona como escritório e conta com uma parede composta por elementos vazados de concreto (cobogós).

Volumes e “clássicos”

Com caixas sobrepostas, a volumetria da LA House chama atenção dos visitantes. Na parte mais alta do terreno, um bloco de alvenaria dupla revestido em cumaru tem paredes com 60 cm de espessura e guarda a varanda da suíte principal, com balanço de três metros. 

Mas a forma arquitetônica não é o único atrativo do projeto: os interiores da casa são decorados com móveis clássicos do design contemporâneo, como a cadeira Zigzag, de Gerrit Rietveld, a poltrona Cubo, de Jorge Zalszupin, ou a Wassily, de Marcel Breuer. Um ícone mais pop, porém, está estampado na parede que faz frente a quem passa pelas portas principais. A superfície ganhou adesivos que retratam “Spaces Invaders”, famosos “personagens” do jogo homônimo para o console Atari, o vídeo game mais desejado dos anos 1980.

Outra quebra de paradigma, segundo o arquiteto, é a nítida separação entre a casa e o portão de acesso – uma espécie de “intermezzo” contemplativo entre o mundo exterior e o universo familiar, onde a piscina e a ampla área verde têm papel relevante.

Ficha técnica

LA House, Londrina (PR)

Projeto de Studio Guilherme Torres

Detalhes do projeto
  • Área do Terreno 1.300 m²
  • Área Construída 410 m²
  • Conclusão da Obra 2008
  • Projeto Studio Guilherme Torres
  • Projeto de Arquitetura Guilherme Torres
Topo