Casa e decoração

Com 24 m², loft home-office tem funções "empilhadas" e escada retrátil

Karine Serezuella

Do UOL, em São Paulo

A proposta dos empresários de Amsterdã e fundadores da marca Zoku, Hans Meyer e Marc Jongerius, era esquecer a ideia tradicional do quarto de hotel que conhecemos e criar um home-office funcional e confortável, adequado a quem procura por estadias de longa duração, como os nômades digitais - pessoas que trabalham à distância, viajando pelo mundo.

Em parceria com escritório de arquitetura holandês Concrete, a dupla projetou o loft Zoku que combina o ‘morar’ e o ‘trabalhar’ em um ambiente compacto de 24 m², com quarto, sala, cozinha, escritório e banheiro. “Todas as necessidades estão desenhadas de uma forma inteligente, criando um módulo que aumenta a funcionalidade e a sensação de espaço”, explica Jongerius.

Funções “empilhadas”

Para ganhar mais espaço para os ambientes sociais, as funções íntimas (quarto, banheiro e armazenamento) estão empilhadas em um único módulo, desenvolvido para aproveitar ao máximo a metragem disponível. Nesse bloco, a área de dormir com cama 'king size' fica na parte superior, é acessada por uma escada retrátil e pode ser encoberta por uma porta de ripas de madeira. Abaixo do leito estão as gavetas e o guarda-roupa, além de uma TV embutida. No corredor, fica a mesa de trabalho, disposta em um pequeno espaço recuado entre os armários e de frente para o banheiro.

Com esse 'layout', o foco fica na mesa com quatro lugares, posicionada perto do sofá. “O local é ideal para compromissos de trabalho, para o desfrute uma refeição ou para curtir uma noite de diversão e jogos”, diz Meyer. Embora o Zoku possua os serviços de um hotel, a cozinha (equipada com cooktop, pia, máquina de lavar louça, geladeira, micro-ondas e máquina de café) ajuda a manter uma atmosfera de lar para o loft alugado.

Todo apartamento é ambientado com mobiliário da marca dinamarquesa Muuto, mas caso queira, o morador temporário pode dar um toque pessoal ao espaço, escolhendo os quadros para decorar as paredes.

Primeira unidade

A primeira propriedade Zoku (palavra em japonês que significa família, tribo ou clã) será aberta em outubro de 2015 no centro de Amsterdã, com 133 lofts e mais de 500 m² de espaço social. Consultada a respeito dos valores, a empresa informa que os preços ainda não foram estabelecidos, mas antecipa que a tarifa será similar a de um hotel local de 3 ou 4 estrelas e que esse custo será variável conforme o tempo da estadia. Por exemplo, a locação por um mês pode ser até 35% mais barata se comparada à taxa equivalente dada pela soma dos valores por pernoite única.

Ficha técnica

Loft Zoku, Amsterdã, Holanda

Projeto de Zoku e Concrete

Detalhes do projeto
  • Área Construída 24 m²
  • Início do Projeto 2014
  • Conclusão da Obra 2015
  • Projeto Zoku e Concrete
  • Equipe Rob Wagemans, Ulrike Lehner, Ayca Dogan, Maarten de Geus, Bart de Beer, Murk Wymenga, Sofie Ruytenberg, Femke Zumbrink, Cathelijne Vreugdenhil, Matthijs Hombergen e Jeroen Vester
  • Projeto de Arquitetura Mulder Blauw
  • Projeto de Decoração Concrete
  • Projeto Luminotécnico Concrete e Arup
Topo