Apartamentos

Com paredes pretas e cimento queimado, apartamento de 55 m² tem estilo industrial

Com uma mistura que inclui móveis trazidos da casa dos pais e peças garimpadas em bazares ou viagens, o designer de interiores Marcel Steiner, colunista do UOL Casa e Imóveis, transformou seu apartamento em uma morada com visual industrial e contemporâneo. O apartamento tem 55 m2, divididos em uma sala integrada à cozinha e uma suíte no mezanino, tudo iluminado por uma grande abertura envidraçada que se estende por toda a fachada.

“O prédio tem características de construções mediterrâneas, cheio de curvas. Eu quis aproveitar isso dentro do apartamento”, explica o designer, que quis preservar linhas do projeto original, como a escada helicoidal. “Ao mesmo tempo, tem uma decoração industrial, com branco, preto e concreto.”

O que foi feito

O apartamento tinha a cozinha fechada com um banheiro de empregada. Marcel desativou o banheiro, aumentou a cozinha e quebrou as paredes que dividiam os ambientes no andar inferior, criando um espaço de 28 m². Nessa obra, instalações hidráulicas e elétricas também foram renovadas.

Para o piso de todo o imóvel, Marcel escolheu o cimento queimado. “Eu não uso esse material em apartamentos de clientes. O concreto trinca com o balanço das construções e, nos prédios, essa movimentação é ainda maior. Arrisquei no meu apartamento e acabou dando certo. As poucas fissuras que apareceram ficaram bonitas.”

A escada e o teto foram restaurados. Originalmente de concreto, eles haviam sido pintados por antigos moradores. “Chamei um especialista nesse tipo de trabalho para restaurar as superfícies trazer de volta a aparência original da construção”, conta o designer.

A parede atrás da pia é pintada de esmalte sintético preto fosco. Segundo Marcel, é outra escolha arriscada, pois esse tipo de tinta não deixa a parede respirar. “Mas o resultado é bonito”. O cimento queimado também foi utilizado na bancada de 2 m (largura) por 70 cm (profundidade).

Lá em cima

No mezanino e na escada que leva à suíte, o designer dispensou o guarda-corpo. “Eu prefiro sem. Mas vou acabar instalando, pois as visitas ficam aflitas com a falta dele”. As paredes do andar superior são brancas, exceto a que fica atrás da cama, preta, que faz às vezes de uma cabeceira.

No banheiro de 4 m², pastilhas Jatobá brancas, de 2 cm por 2 cm, revestem o piso e as paredes do box. Nas outras paredes, pintura acrílica (mais resistente à umidade) da mesma cor e fosca. A bancada é de cimento e a cuba redonda de semi-encaixe ajuda a economizar espaço, pois exige menos profundidade. (Vladimir Maluf, da Redação)
 

Ficha técnica

Apartamento do decorador, São Paulo (SP)

Projeto de Marcel Steiner

Detalhes do projeto
  • Área Construída 55 m²
  • Início do Projeto setembro de 2008
  • Conclusão da Obra janeiro de 2009
  • Projeto Marcel Steiner
  • Gerenciamento da Obra Marcel Steiner
  • Projeto Luminotécnico Reka
Topo