Casas

Com telhado "asa de borboleta", casa modernista é patrimônio da Venezuela

Juliana Nakamura

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Quando o arquiteto italiano Gio Ponti (1891-1979) projetou a Villa Planchart, em El Cerrito, área nobre e elevada de Caracas, não poupou esforços, nem ousadia. De longe já é possível notar que este é um lugar peculiar: seu telhado remete às asas de uma borboleta. Mas Ponti, uma das figuras mais influentes da arquitetura do século 20, não parou por aí. Para criar esta morada propôs uma ambientação notável e desenhou em diferentes escalas, da estrutura ao mobiliário, passando pelos objetos.

Um dos valores da arquitetura feita por Ponti é mostrar-se atemporal. Construída nos anos 1950 para um rico casal colecionador de arte, a casa permanece atual. O projeto transborda leveza, apesar de ter sido erguido em concreto. Influenciado por Oscar Niemeyer, o arquiteto italiano explorou recursos bastante originais, como o estreitamento das bordas das paredes externas e da laje de cobertura, para que o conjunto parecesse mais suave.

A planta em V propõe uma releitura da casa tradicional venezuelana ou das vilas italianas com pátio central. São três pavimentos: no subsolo fica a área de serviços, a garagem e a sala de jogos. O térreo congrega os ambientes de estar, jantar, gabinete (escritório), copa e cozinha. No piso superior foram alocados dormitórios e as dependências de empregados.

Conexões

Aberturas de diferentes dimensões preenchem os espaços com luz natural e trazem a natureza para o interior dos espaços. Exigida por seus moradores, a conexão entre os ambientes é fluida, tanto na horizontal, como na vertical, com generosos pés-direitos duplos. Para facilitar a união, algumas portas comuns foram substituídas por modelos sanfonados e aberturas pivotantes foram incorporadas aos vãos.

 "Na Planchart, Ponti traça eixos que conduzem o olhar do observador através de paredes com aberturas estrategicamente posicionadas", comenta Angélica Ponzio, professora da faculdade de arquitetura e urbanismo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ponzio, que defendeu tese de doutorado sobre o arquiteto, destaca as janelas-mobiliadas, que além de iluminar e ventilar, guardam elementos decorativos, como vasos e esculturas.

Fontana Arte/ Divulgação
Luminária de mesa Bilia, desenhada em 1931 pelo arquiteto italiano Gio Ponti imagem: Fontana Arte/ Divulgação
Harmonia entre arquitetura e interiores

Diferente do que acontece nos dias de hoje, o pensamento arquitetônico de Ponti não dissociava o espaço arquitetônico do projeto de interiores. O professor Ênio Moro Junior, coordenador do curso de Arquitetura & Urbanismo do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, conta que esta peculiaridade garantia às obras a total integração entre espaços e objetos. "Os projetos de Ponti buscam a qualidade do morar segundo a especificidade de cada morador. Algo distinto do que vemos hoje, quando predominam os projetos padronizados, onde cada morador deve se adaptar à residência, como se todas as pessoas possuíssem as mesmas necessidades", compara.

Angélica Ponzio explica que os móveis desenhados por Ponti para a Planchart possuem nomes próprios, congregam múltiplas funções e muitas vezes se confundem com as paredes. Alguns exemplos são as estruturas das camas, que abrigam iluminação, cinzeiro, porta-livros e prateleiras, e a chamada “parede organizada com nichos giratórios que comportam prateleiras de um lado e, de outro, a coleção de cabeças de animais do antigo proprietário da casa”.

Também é notável a combinação de revestimentos e cores, como nos pisos (de mármore colorido ou de cerâmica com padrão listrado desenhado por Ponti) e no teto ousadamente estampado.

Quem foi Gio Ponti?

O milanês Gio Ponti (1891-1979) pode não ser tão conhecido no Brasil, mas o legado deixado por esse arquiteto, falecido aos 87 anos, é enorme. Inovador, ele é um dos grandes nomes do design italiano, construiu em 13 países e foi editor da revista de arquitetura e design Domus.Além da Vila Planchart, figuram no currículo de Ponti a torre Pirelli, em Milão, o Denver Art Museum, além de diversos figurinos e cenários para a ópera Scala.

Ficha técnica

Villa Planchart, Caracas, Venezuela

Projeto de Gio Ponti (1891-1979)

Detalhes do projeto
  • Início do Projeto 1953
  • Conclusão da Obra 1957
  • Projeto Gio Ponti
  • Projeto de Arquitetura Gio Ponti
  • Projeto de Decoração Gio Ponti
Topo